Quarteira

Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Quarteira | Procissão por terra e por mar com estreia de mulheres do andor

Teve lugar nos dias 7 e 8 de dezembro a Festa em Honra de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da comunidade piscatória quarteirense, de Quarteira e de Portugal.

Esta é a festividade religiosa com maior relevo na freguesia de Quarteira que atrai milhares de fiéis e visitantes de todo o Algarve.

É marcada por três procissões: uma noturna a 7 de dezembro e outras duas em simultâneo, a 8 de dezembro, por terra e por mar, com embarcações decoradas a rigor para o momento solene.

Assim, na noite de sexta-feira, dia 7, após a celebração eucarística pelo pároco de Quarteira, padre José Joaquim Campôa, a imagem de Nossa Senhora da Conceição saiu da Igreja com o mesmo nome, acompanhada por uma multidão de pessoas na Procissão das Velas em direção à Igreja de S. Pedro do Mar.

O dia de ontem, 8 de dezembro (sábado, feriado), começou com Alvorada.

A meio da manhã, o pároco de Quarteira procedeu à bênção da embarcação Brilhamar que iria transportar à tarde a imagem pequena na procissão pelo mar. Uma vez que esta embarcação pertence à empresária Sílvia Tomaz, a mesma propôs ao pároco de Quarteira que o andor fosse levado só por mulheres,proposta que foi aceite, tendo, assim, sido a estreia de mulheres do andor nesta festa.

Às 14 horas, teve lugar a Celebração Eucarística na Igreja São Pedro do Mar.

Depois da missa, teve então início a Procissão de Nossa Senhora da Conceição, onde se concentram, como todos os anos, muitos milhares de pessoas, descendo da Igreja de S. Pedro do Mar em direção ao mar, percorrendo toda a marginal em direção ao Porto de Pesca, acompanhada em simultâneo pela procissão das embarcações engalanadas, seguindo a bordo de uma delas – este ano, o Brilhamar – a pequena imagem de Nossa Senhora da Conceição, mais pequena e mais antiga, de madeira, encontrada nas redes de um pescador há cerca de dois séculos atrás. Este é, tradicionalmente, um dos pontos altos desta festa: a viagem de barco da imagem antiga da Padroeira, acompanhada pela crença de muitos fiéis que aqui se deslocam, especialmente pelos pescadores que, com as suas embarcações, demonstram toda a devoção e afeto pela sua protetora.

À entrada do Porto de Pesca, ocorre o encontro das duas imagens, entrando então no Porto de Pesca, com a saudação à Nossa Senhora e bênção do mar e das embarcações.

A pequena imagem antiga é então transportada para a sua pequena capela, propositadamente construída para ela, à saída do Porto de Pesca de Quarteira, onde foi saudada pelas embarcações, entretanto concentradas no anteporto.

As comemorações terminaram à noite no Largo da Nossa Senhora da Conceição, junto à antiga Igreja de Quarteira com o mesmo nome. Aqui, entre as 18 e as 23 horas, houve gastronomia e espetáculo de variedades com José Manuel Pasadinhas a animar o baile, acompanhado pelo acordeonista Fábio Miguel Faria, pelo guitarrista Tony Santana e ainda a participação de Sérgio Brito com algumas canções. Pelo meio, houve ainda Venda de Ramos e Leilão de Ofertas dirigida por Nélson Horta.

Esta é uma festividade tradicional que envolve toda a comunidade local e que consiste num momento do qual Quarteira muito se orgulha.

Uma organização da Paróquia de Quarteira e da Junta de Freguesia de Quarteira (representada pelo seu presidente, Telmo Pinto, acompanhado pelo seu executivo: Eduardo Amador, Sónia Neves, Paulo Alferes e Jorge Bica), com o apoio da Câmara Municipal de Loulé (representado pelo seu presidente, Vítor Aleixo e pelos vereadores Carlos Carmo e Marilyn Zacarias, entre outros).

Por: Jorge Matos Dias/ PlanetAlgarve

Veja também: VÍDEO 1; VÍDEO 2; VÍDEO 3.

Categories: Quarteira