Quarteira

QUARTEIRA | Ana Pêgo apresentou a espécie invasora Plasticus Maritimus

Numa parceria entre a Junta de Freguesia de Quarteira e a Câmara Municipal de Loulé, Ana Pêgo trouxe esta quinta-feira, 13 de junho, ao Auditório do Centro Autárquico de Quarteira, uma palestra com o objetivo de compreender a importância vital dos oceanos, desenvolver a consciência e a responsabilidade ambiental e social e, ainda, motivar para a alteração de comportamentos.

A palestra, que contou com a presença do presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto e do vereador da Câmara Municipal de Loulé, Carlos Carmo, foi seguida muito atentamente pelos presentes, após a qual teve lugar um período de debate muito participativo, revelador da cada vez maior preocupação das pessoas para estas temáticas ambientais.

Ana Pêgo veio ao Algarve com um conjunto de atividades de divulgação de projetos de proteção ambiental pela mão do Prof. Bibliotecário Adriano Aires, impulsionador da iniciativa.

Para além desta palestra no auditório, fez, nos dias 12, 13 e 14, um ciclo de 12 palestras nas escolas do 1.º ciclo dos agrupamentos escolares Dr.ª Laura Ayres e D. Dinis, de Quarteira.

Através destas ações, Ana Pêgo pretendeu que as crianças e os adultos compreendessem a importância vital dos oceanos, que sentissem vontade de o proteger e motivados para uma alteração de comportamentos.

PLASTICUS MARITIMUS, UMA ESPÉCIE INVASORA

Quando era pequena, Ana Pêgo, bióloga marinha formada na Universidade do Algarve, não brincava no quintal mas quase sempre na praia. À medida que foi crescendo, apercebeu-se, porém, de que uma nova espécie invasora se tornava cada vez mais comum na areia: o plástico! Para melhor alertar para as suas consequências na vida do planeta, decidiu colecionar e dar um nome a esta espécie – Plasticus Maritimus. Desde então, nunca mais lhe deu tréguas, iniciando um projeto de sensibilização para um uso mais sensato dos plásticos.

Cada vez mais se verificam pessoas a realizar ações de limpeza nas praias. Contudo, segundo a bióloga, “mais do que limpar, temos de arranjar, rapidamente, alternativas ao plástico descartável, muitas vezes não reciclável e tão perigoso para os ecossistemas marinhos”.

Inspirado neste projeto, lançou um livro intitulado «Plasticus Maritimus – uma espécie invasora» que contém informação sobre a relação entre o plástico e os oceanos. Inclui também um guia para preparar idas à praia, com o objetivo de colecionar e analisar exemplares desta espécie. Objetivo: motivar para a mudança. O Plasticus Maritimus merece ter os dias contados.

“Este livro foi criado em primeiro lugar para conhecermos melhor o problema do plástico que existe nos oceanos. Em segundo lugar, para atuarmos da melhor maneira para o minimizar”, salienta Ana Pêgo.

A cada hora que passa, mil toneladas de plástico vão parar aos oceanos. O equivalente a um camião cheio de plástico, por minuto! Já é tempo de fazermos alguma coisa.

Categories: Quarteira