Algarve

Projeto INTREPIDA reforça a presença de mulheres empresárias da Andaluzia e Alentejo na VII Feira da Dieta Mediterrânica, em Tavira

Presença no certame encoraja empresárias espanholas a explorar oportunidades de negócio no Algarve

  • Nas edições anteriores da Feira, a presença de empresárias vindas da Andaluzia ou Espanha no geral era praticamente inexistente;
  • Os resultados da participação na feira encorajam, sobretudo, as empresárias espanholas a olhar para Portugal como uma oportunidade real de mercado, com espaço para as microempresas;
  • Balanço muito positivo da VII Edição da Feira da Dieta Mediterrânica;

A Feira da Dieta Mediterrânica celebrou em Tavira, entre 5 e 8 de setembro de 2019, a sua VII Edição, mais uma vez com grande êxito, numa das cidades mais turísticas do Algarve. Entre as várias atividades, a feira destaca a zona de stands que nesta edição registou um maior número de participações do que nos anos anteriores, um sucesso para o qual contribuiu o projeto INTREPIDA de cooperação entre Espanha e Portugal, coordenado pela Fundación Tres Culturas e os seus parceiros.

Embora a localidade de Tavira seja muito frequentada por turistas espanhóis, até à data a feira não tinha conseguido reunir um número tão elevado de empresárias provenientes de Espanha como se verificou nesta edição. Um balanço bastante positivo que se deveu ao apoio que o projeto INTREPIDA concedeu a sete empresárias vindas de vários pontos da Andaluzia, nomeadamente El Algario (Cádiz), Carmen Herrero Complementos (Sevilha), Con Papel y Punto (Cádiz), Fina Estampa Complementos (Sevilha), Gloria Bendita Artesanas (Ronda, Málaga), LORENA ROM 3D Accesorios (Lucena, Córdoba) e Lovely Woman (Fuengirola, Málaga).

Na opinião de Fernanda Fernadez Puccini, da empresa Fina Estampa, com sede em Sevilha, “a presença na feira foi além da venda e mostra de produtos, traduzindo-se numa oportunidade para reforçar contactos com outros expositores, possíveis fornecedores, colaboradores e sócios a nível internacional”. 

Para Carmen, da empresa Carmen Herrero Complementos, “o convite feito pelo projeto INTREPIDA para estar presente nesta feira foi um apoio muito importante para poder testar a aceitação dos seus produtos por um cliente que se encontra mais afastado, num mercado em que pretende estar presente, já que é a primeira vez que apresenta e comercializa os seus acessórios de moda em Portugal”.

Entre os resultados dos participantes na Feira, destaca-se o impulso dado a empresas de estrutura muito pequena, algumas destas microempresas e projetos de autoemprego, na busca de novos mercados entre países vizinhos como Espanha e Portugal. Com o apoio do programa de cooperação INTERREG POCTEP abre-se uma janela de crescimento com a aposta firme e decidida numa cooperação mais estreita entre os dois países, num reforço das relações comerciais e de vizinhança.

Entre as empresárias da região do Alentejo convidadas para a feira, nomeadamente o projeto Courela do Zambujeiro (Redondo) CSCORK (Ponte de Sor), Filhoses de Cabrela (Cabrela),  Moinho de Pisões (Arraiolos), Monte de Paladares, Lda (Montemor-o-Novo), o público prestou particular atenção às Filhoses de Cabrela. Fundada há menos de cinco anos por Maria João Pinto, em Cabrela, uma pequena freguesia do distrito de Évora com menos de mil habitantes, o projeto participou no passado sábado, dia 8 de setembro, no concurso 7 Maravilhas Doces de Portugal, após ter ficado entre os 14 finalistas, num universo de mais de 900 empresas apresentadas neste concurso.

O projeto INTREPIDA encontra-se já a preparar o seu III Encontro de trabalho, que terá lugar no ultimo trimestre do ano em Loulé, no Algarve. Este encontro celebra-se após ter organizado dois encontros B2B em Faro e Évora e dois encontros de trabalhos em Sevilha e Huelva, reunindo em cada encontro mais de 80 empresárias de ambos os países.

Sobre a Fundação “Tres Culturas Del Mediterráneo”

Fundación Tres Culturas Del Mediterráneo, com sede em Sevilha, Espanha, é uma instituição internacional sem fins lucrativos que atua desde 1998 a nível Euro-Mediterrâneo, através de diferentes linhas de ação e de múltiplas iniciativas. A Fundação pretende criar uma maior proximidade e respeito entre cidadãos e instituições apostando na diversidade como um princípio basilar. As suas iniciativas contribuem para um maior enriquecimento socioeconómico através da promoção de projetos relacionados com cultura, geopolítica, empreendedorismo, edução e participação ativa dos cidadãos.

Para mais informações consulte www.tresculturas.org/intrepida

Categories: Algarve, Andaluzia, Tavira