Quarteira

Grupo de Teatro Comunitário – Quarteira Fora da Caixa voltou a levar Cinema Miami à Feira de Verão

A noite de ontem, 12 de setembro,  teve teatro em dose dupla na Feira de Verão de Quarteira. O primeiro espetáculo foi a estreia do Grupo de Teatro Sénior de Quarteira com a peça “A Vida na Aldeia”. A segunda peça foi a reposição de “Cinema Miami”, com algumas alterações, pelo Grupo de Teatro Comunitário – Quarteira Fora da Caixa.

Depois de apresentarmos AQUI a reportagem com as fotos da primeira peça, pelo Grupo de Teatro Sénior de Quarteira, dedicamos agora esta reportagem à segunda peça, “Cinema Miami”, pelo Grupo de Teatro Comunitário – Quarteira Fora da Caixa.

O Grupo de Teatro Comunitário de Quarteira é uma iniciativa de Miguel Martins Pessoa e Diana Bernedo, do Colectivo JAT – Janela Aberta Teatro e conta com a parceria da Junta de Freguesia de Quarteira e da Câmara Municipal de Loulé.

O Grupo de Teatro Comunitário – Quarteira Fora da Caixa é composto por membros da comunidade Quarteirense (e arredores) que fazem do Teatro um espaço de encontro, convívio, reflexão, criatividade, jogo, crescimento pessoal e como comunidade. Conta com cerca de 30/35 membros ativos, vizinhos-atores de todas as idades, entre os 5 e os 83 anos, que todas as Quintas-feiras se reúnem para ensaiar e divertir juntos.

Cinema Miami, numa encenação de Miguel Martins Pessoa e Diana Bernedo, é o primeiro espetáculo do Grupo e conta a história de uma comunidade que vê o seu Cinema fechar, numa clara alusão ao antigo Cinema Mariani, em Quarteira, cujo personagem principal, o dono do cinema, é interpretado por Manuela Sousa. Em cena é simulada, com muita graça, a projeção dos filmes Tarzan – O Rei dos Macacos, Romeu e Julieta e Titanic.

Na peça, as razões apontadas para o encerramento do Cinema Miami são ordens do Governador e estão ligadas com uma exploração de petróleo que irá acontecer naquele local. Este espetáculo conta com a participação de cerca de 25 vizinhos-atores que, resgatando a memória, interpretam personagens do quotidiano Quarteirense do antigamente e fazem o espetador viver um momento de ritual e de reflexão.

Uma divertida comédia que aborda vários temas humanos e que dizem respeito a todos, com destaque para a clara oposição à prospeção de petróleo na costa algarvia.

O Colectivo JAT deixou “um bem haja a todos os que colaboraram nestes dois espetáculos, em especial Marta La Piedad, encenadora do Grupo de Teatro Sénior, Miguel Martins Pessoa e Diana Bernedo, encenadores do Grupo de Teatro Comunitário Quarteira Fora da Caixa, Nuno Murta no Som, Ilda Martins na fotografia e, claro, a todos os vizinhos atores e atrizes que se atrevem todas as semanas a pôr à prova a sua imaginação e criatividade”, agradecendo ainda “à Junta de Freguesia de Quarteira pela parceria incondicional que nos tem dado neste projeto e à Câmara Municipal de Loulé pelo apoio, bem como ao Restaurante Gula, em Quarteira, que está sempre disponível”.

Por fim, o Colectivo JAT deixa “um grande obrigado ao público que se mantém fiel aos nossos espetáculos. É para ele que fazemos o nosso teatro. Bem hajam”.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categories: Quarteira