Nacional

Agência de Quarteira no Encontro Nacional do Banco de Tempo, em Lisboa

A Agência de Quarteira do Banco de Tempo (BdT) marcou presença, com 10 elementos, no Encontro Nacional do Banco de Tempo que teve lugar ontem, 4 de fevereiro, no Terraço do Graal, em Lisboa.

A abertura foi feita por Teresa Branco, seguindo-se as apresentações de cada participante.

Seguiu-se a Retrospetiva de 2019 por Eliana Madeira.

Elsa apresentou o projeto “Jovens no Banco de Tempo”, abordando a auscultação feita junto de jovens sobre as potencialidades do BdT, tema que foi igualmente trabalhado pelos participantes, distribuídos por 3 grupos de trabalho coordenados por Eliana Madeira, Elsa e Ana Margarida, com apresentação de propostas para sensibilizar mais os jovens a aderir ao Banco de Tempo.

O Encontro prosseguiu com a validação do Código de Conduta, que apresenta o quadro de valores de referência adotado e estabelece as linhas orientadoras para a atuação das equipas dinamizadoras locais. Foi aprovado por unanimidade e aclamação.

Houve ainda momentos de descontração com dança e cantigas tradicionais.

Finalmente, teve lugar a avaliação do Encontro, considerado muito positivo e esclarecedor.

O Banco de Tempo foi introduzido em Portugal pelo Graal. Troca-se tempo por tempo e todas as horas têm o mesmo valor, independentemente do serviço trocado.

Os membros do Banco de Tempo disponibilizam-se para fazer o que mais gostam e podem solicitar qualquer serviço disponível na sua agência.

Através das trocas e dos encontros, o Banco de Tempo enriquece o mundo relacional das pessoas que nele participam, joga um papel importante na recuperação, em novos moldes, da solidariedade entre vizinhos e no combate à solidão; favorece a colaboração entre pessoas de diferentes gerações, proveniências e condições sociais. Contribui também para o desenvolvimento e partilha de talentos e facilita o acesso a serviços que dificilmente poderiam ser obtidos, dado o seu valor de mercado. O Banco de Tempo suscita questionamentos e incentiva mudanças no modo como vivemos em sociedade.

O Graal é um movimento de inspiração Cristã, uma comunidade internacional de mulheres vindas de todos os continentes, etnias e culturas, de todas as idades e situações de vida que, juntas, procuram o sentido mais profundo de se estar neste mundo. Nessa diversidade, as participantes do Graal procuram nas suas iniciativas e ações promover a participação das mulheres na vida social e cívica, convictas de que poderão contribuir decisivamente para que mulheres e homens possam usufruir de uma vida com sentido e qualidade.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categorias:Nacional, Quarteira