AGENDA

600 mil euros para startups | Candidaturas abertas para a incubadora espacial portuguesa

Centro de Incubação de Negócios da Agência Espacial Europeia (ESA BIC) em Portugal, coordenado pelo Instituto Pedro Nunes (IPN), tem abertas novas candidaturas para startups com projetos de negócio com base em tecnologias e dados da indústria espacial.

O programa prevê apoiar até 12 empresas nacionais por ano, que contam cada uma com um incentivo financeiro de 50 mil euros e acesso a suporte técnico e de negócio.

Este ano, o ESA BIC Portugal aumentou a sua rede de três para 15 incubadoras em todo o território nacional, incluindo os Açores e a Madeira, com o objetivo de apoiar empresas que integrem tecnologia espacial em aplicações terrestres, em áreas como a saúde, energia, transportes, segurança e vida urbana, mas também empresas que pretendem entrar no mercado espacial comercial.

As empresas selecionadas podem desenvolver trabalho nas seguintes incubadoras: IPN Incubadora (Coimbra); NONAGON, TERINOV e Incuba+ (S. Miguel, Santa Maria e Ilha Terceira, Açores); PACT (Évora); PARKUrbis e UBImedical (Covilhã); SANJOTEC (São João da Madeira); Startup Braga; Startup Lisboa; Startup Madeira (Funchal); UA Incubator (Aveiro); UALG TEC START (Faro); UPTEC (Porto) e CEiiA (Matosinhos).

Nos últimos cinco anos, quando contava apenas com três polos, o ESA BIC Portugal incubou 30 empresas, criou mais de 100 novos postos de trabalho e gerou um volume de negócios total de cerca de cinco milhões de euros. Pelo ESA BIC Portugal já passaram empresas como a Stratio, que aplica tecnologia do setor espacial em veículos pesados para prever e antecipar a ocorrência de desgaste e de avarias graves; a Theia que criou uma aplicação que permite monitorizar o estado de infraestruturas rodoviárias através de dados de satélite; a Tesselo, que desenvolveu uma tecnologia capaz de monitorizar o estado de culturas agrícolas e a saúde de matas e florestas com recurso a imagens de satélite, ou a Undersee, que tem um dispositivo capaz de transformar qualquer barco num satélite marítimo com o propósito da monitorização ambiental.

Em 2014, o Instituto Pedro Nunes tornou-se o primeiro Space Solutions Centre da Agência Espacial Europeia (ESA), entre os 21 centros existentes na Europa, a congregar os três programas de transferência de tecnologia promovidos pela ESA: o ESA BIC Portugal, a Rede de Parceiros de Inovação para Transferência de Tecnologia (Innovation Partners Network) e a Plataforma de Embaixadores de Aplicações (ESA Business Applications).

Categories: AGENDA, Algarve, Empresas, Nacional