AGENDA

Vacinação gratuita a população com mais de 65 anos | Município de Loulé adere ao programa “Vacinação SNS Local”

O Município de Loulé, através de uma parceria com a Associação Dignitude, aderiu ao Programa “Vacinação SNS Local” que permite à população com 65 ou mais anos vacinar-se contra a gripe sazonal de forma gratuita em qualquer farmácia do concelho.

Este protocolo de parceria vai possibilitar que 10 mil pessoas, com 65 e mais anos e residentes no concelho de Loulé, possam ter acesso gratuito à vacina contra a gripe sazonal, nas farmácias comunitárias. Para além de garantir um serviço de proximidade à população mais idosa, esta iniciativa permitirá igualmente facilitar o acesso à vacinação, evitando deslocações aos centros de saúde e resguardando os mais vulneráveis.

Por outro lado, para complementar este programa e assegurar a vacinação de toda a população mais idosa residente no território concelhio, a Unidade Móvel de Saúde, munida de uma equipa de enfermeiros, encontra-se, desde segunda-feira, a percorrer o interior do concelho, nomeadamente as freguesias do Ameixial, Alte, União de Freguesias de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim e Salir. Esta iniciativa resulta de uma parceria entre o Município de Loulé e a Unidade de Cuidados da Comunidade Gentes de Loulé do Agrupamento de Centros de Saúde do Algarve I Central.

As farmácias que aderiram ao Programa “Vacinação SNS Local”, no concelho de Loulé, são: Farmácia Algarve (Quarteira), Farmácia Almancil (Almancil), Farmácia Avenida (Loulé), Farmácia Chagas (Loulé), Farmácia Cruz Ramos (Boliqueime), Farmácia Horta Figueiredo (Alte), Farmácia Maria Paula (Quarteira), Farmácia Martins (Loulé), Farmácia Miguel Calçada (Quarteira), Farmácia Nobre Passos (Almancil), Farmácia Pinto (Loulé), Farmácia Silva (Vilamoura), Farmácia Silveira Algarve (Almancil) e Farmácia Sousa Rodrigues (Benafim).

Vacinação SNS Local

O programa tem a designação “Vacinação SNS Local” e visa a vacinação contra a gripe de, pelo menos, 150 mil portugueses com mais de 65 anos, exatamente nas mesmas condições em que tal é feito nos centros de saúde, unidades locais de saúde ou unidades de saúde familiar.
O Ministério da Saúde e as associações de farmácias convencionaram um preço de 2,5 euros para administração destas vacinas do stock SNS, uma remuneração que cobre apenas parte do seu custo global deste serviço para as farmácias, estando o seu financiamento previsto através da mobilização dos municípios e da sociedade civil, envolvendo o Fundo de Emergência abem Covid-19, da Associação Dignitude.
O sucesso deste programa e o seu eventual alargamento a mais utentes de grupos prioritários depende da adesão das farmácias, mas também do financiamento das autarquias manifestarem a vontade de oferecer este serviço aos seus munícipes.
A administração de vacinas nas farmácias comunitárias é um ato exclusivo de enfermeiros e farmacêuticos com a competência em Administração de Vacinas e Medicamentos Injetáveis.
Além das vacinas disponibilizadas de forma gratuita pelo SNS, as farmácias dispõem de cerca de 500 mil doses da vacina contra a gripe para dispensa e administração à restante população, que ao longo das últimas semanas tem acentuado os pedidos de reservas.
Em ambos os casos, a dispensa e administração não necessita prescrição médica para os utentes com mais de 65 anos, desde que cumprido o protocolo validado pela DGS, excepto para efeitos de comparticipação da vacina pelo SNS, devendo o procedimento ficar registado no eBoletim de Vacinas do Registo de Saúde Eletrónico do utente.
Consulte a Norma n.º 016/2020 para mais informações.

Categories: AGENDA, Loulé, Quarteira, Saúde