Lagos

LAGOS | Requalificação da Frente de Mar da Meia-Praia

Já está em curso a empreitada de execução da Via V10, prevista no Plano de Urbanização da Meia Praia. A obra, que representa um investimento municipal de quase dois milhões de euros[1], vai permitir requalificar aquela que é conhecida como a Estrada da Meia Praia, melhorando a acessibilidade, viária e pedonal, assim como a imagem urbana desta frente de mar privilegiada sobre a baía de Lagos.

Obra de requalificação da Estrada da Meia Praia

Os trabalhos foram iniciados ainda em outubro com a instalação do estaleiro e a preparação dos desvios, conforme determinados pelo Plano de Sinalização Temporária. Já a partir da próxima segunda-feira, e durante o período que decorrerá até meados de maio do próximo ano, irão existir condicionamentos ao trânsito, ficando o acesso à via assegurado através de uma estrada paralela, com passagem alternada através de semáforos. Será, no entanto, sempre garantido o acesso de viaturas de emergência.

São cerca de 1300 metros a intervencionar, numa via que atualmente não tem passeios, ou quando os tem, não são contínuos, e em que a circulação se faz com alguma dificuldade para os peões. O principal objetivo da intervenção é, por isso, o de criar uma via que possibilite o convívio entre o peão e o veículo, com ganhos em termos de segurança rodoviária. Para tal será criado um passeio a norte, um corredor verde e uma faixa de rodagem com dois sentidos. Prevista está também a substituição e o reforço da iluminação ao longo de toda a via, a criação de bolsas para paragem de autocarros e a criação de algumas zonas de estar.

A solução projetada preconiza uma estrada calma, onde se circule com menor velocidade, razão pela qual o pavimento será misto, de modo a que os veículos circulem com conforto ao longo do percurso, mas sejam obrigados a reduzir a velocidade nas zonas onde existem cruzamentos ou peões a atravessar a via.

A zona mais a sul da via não está incluída na intervenção, uma vez que essa faixa está a ser equacionada no âmbito do projeto de valorização do cordão dunar da Meia Praia, atualmente em execução, assim como no projeto de criação da ciclovia.

Os trabalhos, que têm um prazo de execução de 300 dias, estão repartidos por três fases, correspondendo a primeira à instalação da rede provisória de águas, a segunda à criação da rede de infraestruturas enterradas e a última à pavimentação e arranjos exteriores. Prevê-se que a obra fique concluída em julho do próximo ano.

[1] Valor do investimento: 1.999.638,00€ + IVA

Categories: Lagos