AGENDA

Amanhã, 10 de março, é dia do NEAMWAVE’21: Exercício para testar o alerta e grau de prontidão na reação a um tsunami

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) realizam amanhã, 10 de março, entre as 8:30 e as 14:00 horas, o exercício NEAMWAVE’21.

O NEAMWAVE’21 visa testar a efetividade e o grau de prontidão do sistema de alerta para Tsunamis implementado na região do Atlântico Nordeste, Mediterrâneo e Mares Conexos (NEAMTWS, na sigla em inglês).

Trata-se de um exercício de comunicações durante o qual os diversos intervenientes de escalão nacional e internacional trocarão entre si notificações técnico-operacionais relacionadas com a eventualidade de um sismo responsável pela geração de um tsunami com impacto na costa portuguesa.

Portugal participa nas diferentes fases do exercício através da ANEPC, do IPMA, da Direção-Geral da Autoridade Marítima (DGAM), do Serviço de Busca e Salvamento Marítimo da Marinha (MRCC – Maritime Rescue Coordination Centre), do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, do Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira, dos Serviços Municipais de Proteção Civil e Corpos de Bombeiros dos concelhos litorais e estuarinos de Portugal Continental, bem como através de um conjunto de entidades responsáveis pela gestão de infraestruturas vitais das redes de energia, abastecimento de água, comunicações e rodo e ferroviárias.

A ANEPC envolve no exercício os vários níveis da estrutura do sistema nacional de proteção civil, nomeadamente o Comando Nacional de Emergência e Proteção Civil, os Comandos Regionais de Emergência e Proteção Civil e os Comandos Distritais de Operações de Socorro, em estreita articulação com os patamares municipal e regional autónomo, e assegurando a articulação com os restantes agentes e entidades participantes.

O IPMA intervém no exercício na qualidade de Centro de Alerta de Tsunamis responsável pela monitorização, deteção e difusão de alertas de tsunami a entidades coordenadoras nacionais, bem como às entidades de gestão da emergência de vários países do Nordeste Atlântico, como Marrocos, Espanha, Reino-Unido, Dinamarca, França, Alemanha e Irlanda, entre outros.

O NEAMTWS é a designação do sistema de alerta e aviso da região do Atlântico Nordeste, Mediterrâneo e Mares Conexos (Tsunami Early Warning and Mitigation System for the North-eastern Atlantic, Mediterranean and Connected Seas), implementado e coordenado pela Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO depois do Tsunami do Oceano Índico de 26 de dezembro de 2004.

O sistema de alerta e aviso NEAMTWS centra a sua ação em três áreas principais:

1. Avaliação do risco de Tsunami;

2. Preparação e sensibilização da população;

3. Implementação de sistemas de alerta e aviso em caso de emergência.

Atualmente estão operacionais nesta região do globo cinco Centros de Alerta de Tsunamis: CENALT (França), INGV (Itália), KOERI (Turquia), NOA (Grécia) e IPMA (Portugal), que prestam o alerta às autoridades dos Estados Membros do NEAM em caso da eventualidade ou ocorrência de tsunami.

Categories: AGENDA, Nacional