Algarve

1.º Concurso Gastronómico da Confraria Marinha da Ria Formosa

Decorreu este sábado, dia 15 de maio, a fase final do 1º Concurso Gastronómico da CONFRARIA MARINHA DA RIA FORMOSA ondeforam apuradas as receitas vencedoras. Este concurso insere-se no projeto abrangente de divulgação do património material e imaterial da Ria Formosa que se materializará no Livro “A da Ria Formosa – Gastronomia, Tradições, gentes e herança histórica”, um repositório de informação sobre a Ria Formosa e da sua riqueza gastronómica proporcionada pelos recursos existentes nesta laguna.

1º Prémio – Fedeus – Mariline Pinguinha

Está de parabéns a Chef Mariline Pinguinha que ganhou o 1º Prémio com a sobremesa “Fedeus d´Esturre”, uma versão doce de uma iguaria esquecida na nossa história (Fedeus) que homenageia as gentes algarvias, passadas, presentes e futuras, numa mistura de ingredientes tão variados como ameijoas da Ria Formosa, leite de cabra da Serra Algarvia, mel de rosmaninho, zestes de laranja bergamota do Algarve, farinha de alfarroba, tinta de lula fresca da Ria Formosa entre outros ingredientes que, juntos, fazem uma combinação perfeita de sensações únicas no palato e mostra que o mar é grandioso também numa sobremesa. As duas receitas doces levadas a concurso por esta concorrente individual estarão disponíveis para degustação no restaurante 3HB Hotels que abrirá portas no próximo dia 17 de junho na baixa de Faro.

2º Prémio – “O Mar na Cataplana” do Chef João Gomes

O segundo vencedor foi o prato “O Mar na Cataplana” do Chef João Gomes, que está a assegurar a cozinha do Restaurante Chá com Água Salgada localizado na Manta Rota. Confecionado dentro de uma cataplana, utilizando uma das suas características, a cozedura a vapor (tendo como base as pedras apanhadas na praia), permite a degustação do salmonete, de berbigões, algas, salicórnia, coentros, e até a própria água da cozedura com um sabor a mar. Antes de servir, a cataplana é finalizada com uma “areia da praia”, feita a partir de amêndoas sem pele tostadas, e uma “espuma das ondas”, feita a partir do limão. Esta cataplana encontra a combinação perfeita no Xarém de berbigão, servido como acompanhamento.

3º Prémio – “Xarém com Berbigão e Salicórnia” do Chef Bruno Amaro

O terceiro vencedor foi o prato “Xarém com berbigão e Salicórnia” do Chef Bruno Amaro, que gere a cozinha do restaurante “Tertúlia Algarvia” em Faro. Um casamento perfeito das papas de milho com berbigão e salicórnia, uma das muitas plantas comestíveis que vivem na Ria Formosa e que se destaca pelo seu suave sabor a sal e uma textura crocante.

O júri do concurso foi composto por 3 elementos idóneos e conhecedores da arte de bem cozinhar: Manuel Serra, Diretor da Escola de Hotelaria e Turismo de Vila Real de Santo António; Artur Gregório presidente da Direção da IN LOCO e, Abílio Guerreiro chef na empresa SlowMed, Formador Técnico na empresa Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve e vencedor do HOSPITALITY EDUCATION AWARDS para a Melhor Carreira de Docente do Ensino Profissional.

Confraria Marinha da Ria Formosa

As 6 receitas que passaram para esta fase final do Concurso farão parte do Livro “A da Ria Formosa – Gastronomia, Tradições, gentes e herança histórica” que será editado pela Confraria Marinha da Ria Formosa no final do ano.

Categories: Algarve