AGENDA

OCUBO: Vilamoura recebe galeria de arte imersiva com exposições 360º

De 4 de junho a 30 de setembro, no Centro de Congressos do Algarve, na Marina de Vilamoura

Depois do Porto e Lisboa, é em Vilamoura, no Algarve, que o atelier OCUBO se vai estabelecer com uma nova extensão da Immersivus Gallery, convocando o público para um “mergulho sensorial” no universo criativo de quatro génios: Michelangelo, Leonardo Da Vinci, Claude Monet e Gustav Klimt.

O Centro de Congressos do Algarve, em Vilamoura, vai converter-se no local de eleição para acolher, durante os meses de Verão, a Immersivus Gallery, a primeira galeria de experiências artísticas imersivas em Portugal que, através da união entre tecnologia e arte, dá a oportunidade ao visitante de se relacionar com arte e cultura de uma forma inovadora.

A iniciativa, com assinatura do atelier OCUBO — conhecido pela criação de projetos multimédia e de vídeo mapping de grande escala, inaugura no próximo dia 4 de junho, a partir das 20h00, com as exposições Il Divino Michelangelo & Il Genio Da Vinci e Impressive Monet & Brilliant Klimt.

Com o formato multissensorial a ganhar cada vez mais adeptos e o carácter lúdico somado à componente pedagógica, faz com que a abertura da Immersivus Gallery no Algarve constitua não só um convite ao público familiar, mas também aos turistas nacionais e estrangeiros, para dar a conhecer as obras-primas de quatro génios da história da humanidade e da pintura, de uma forma mais dinâmica, divertida e contemporânea.

A experiência imersiva é fruto da opção tecnológica instalada no Centro de Congressos do Algarve, que recorre a uma combinação de elevada complexidade técnica de projeções 360º.

Michelangelo e Da Vinci: dois importantes artistas renascentistas

A viagem proporcionada por Il Divino Michelangelo & Il Genio Da Vinci começa pelo legado de Michelangelo (Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni, 1475-1564), também conhecido como “O Divino”.

A obra do artista é percorrida desde os primórdios da atividade criativa, passando pelas influências que o marcaram nas diversas vertentes artísticas: pintura, escultura e arquitetura.

Nesta paleta digital, são exibidas várias das suas obras icónicas, como a mão do fresco de A Criação de Adão (1511) ou as esculturas de David (1501), de Baco (1596) e de Pietà (1498).

Constam, também, referências ao conjunto de pinturas que figuram no Teto da Capela Sistina (1508-1512), onde é possível observar O Dilúvio e O Julgamento Final.

A exposição, com um cunho de circularidade, prossegue com a origem das ideias de vanguarda do outro génio do binómio expositivo, Leonardo Da Vinci (Leonardo di Ser Piero da Vinci, 1452-1519).

A mente do inquieto artista visionário é contemplada por via de um espetáculo visual com recurso aos seus escritos, pesquisas, invenções e estudos – onde se incluem o Codex Leicester e o Codex Atlanticus -, até às suas principais obras, com destaque para Homem Vitruviano (1490), A Última Ceia (1495-98) e a mais do que representativa Mona Lisa (1503 -06).

Não faltam, também, referências a algumas pinturas de cunho cristão, como A Anunciação, Salvator Mundi ou São João Batista, assim como à Batalha de Anghiari, uma das obras mais enigmáticas de Da Vinci.

Monet e Klimt: pinturas ganham vida fora das molduras

Tendo como ponto de partida algumas das obras mais reconhecidas do francês Claude Monet e do austríaco Gustav Klimt, Impressive Monet & Brilliant Klimt dá a conhecer de uma forma lúdico-pedagógica o universo de dois mestres da história da pintura mundial.

No caso de Impressive Monet são fornecidas ao espectador um vasto conjunto de imagens representativas do autor de reconhecido carácter impressionista.

Para além de disponibilizar os quadros mais icónicos, sugere e revela o que está para lá dessas obras, as paisagens, os acontecimentos e tudo que a moldura não deixa entrever, um lado oculto que se desvenda.

Por outro lado, em Brilliant Klimt, a temática sobre o artista austríaco consagra uma visão em que “o manual de instruções” para ver a mostra se faz a partir de O Beijo, obra nuclear no legado artístico do pintor vienense.

É a partir desse quadro essencial que se expande a perspectiva, enquanto fio condutor, para a apresentação da globalidade do trabalho do criador simbolista.

A Immersivus Gallery permanecerá no Centro de Congressos do Algarve, em Vilamoura, até 30 de setembro de 2021.

Il Divino Michelangelo & Il Genio Da Vinci conta com três sessões diárias, de terça a domingo, 20h00, 21h30 e 23h00.

Nos mesmos dias, em alternância horária, a exposição Impressive Monet & Brilliant Klimt pode ser vista às 20h45 e às 22h15.

Os preços dos bilhetes variam entre os 10 euros e os 15 euros.

Já os ingressos combinados para as duas exposições variam entre os 15 euros e os 22,50 euros.

Há ainda bilhetes para famílias e de preço reduzido para crianças e jovens dos 4 aos 17 anos, seniores com mais de 65 anos, estudantes e residentes no concelho de Loulé.

Crianças até aos 3 anos têm acesso gratuito.

Tendo em conta as diretivas da Direção-Geral da Saúde para salvaguarda do público e dos profissionais, há um conjunto de regras que se cumprem de forma rigorosa no espaço.

A Immersivus Gallery, do OCUBO, é um projeto realizado com a parceria institucional do Centro de Congressos do Algarve.

Categories: AGENDA, Quarteira

1 reply »