Albufeira

ALBUFEIRA | Praia dos pescadores recebeu a cerimónia do primeiro hastear da BAE e Praia Acessível da época balnear 2021

O Município de Albufeira hasteou ontem, 7 de junho, a primeira Bandeira Azul da Europa (BAE) e a primeira Bandeira Praia Acessível, numa cerimónia simbólica, que decorreu na Praia dos Pescadores, numa manhã radiosa de sol, com os primeiros banhistas a marcarem presença no areal para um excelente dia de praia. O momento contou com a presença das autoridades locais, entidades com responsabilidades na orla costeira e concessionários de praia, que ali se reuniram para afirmar e confirmar que vale a pena trabalhar em conjunto para que Albufeira continue na liderança da qualidade ambiental das praias a nível nacional. São 25 as praias do concelho distinguidas com BAE, o galardão máximo da qualidade ambiental, (a que se junta a Marina) e 13 as contempladas com a bandeira Praia Acessível, símbolo que garante que as zonas balneares têm todas as condições para acolher pessoas com mobilidade reduzida.

A Época Balnear oficial no concelho de Albufeira começou esta terça-feira, dia 1 de junho, e prolonga-se até 30 de Setembro. Este é o segundo ano em pandemia, mas à semelhança do acontece sempre, o Município em articulação com todas as entidades com responsabilidades de gestão na orla costeira já tem tudo preparado para receber os banhistas em segurança e este ano com uma nova medida.

O presidente da Câmara Municipal destacou a importância de Albufeira continuar a fazer o pleno, no que respeita à atribuição de Bandeiras Azuis da Europa, com 25 praias a ostentar o galardão, mais uma bandeira atribuída à Marina, “o que é um excelente cartaz de visita, um ponto muito positivo para a promoção de Albufeira, sem esquecer que recentemente também voltámos a ficar no Top nacional das praias com “Qualidade de Ouro” pela excelência da qualidade da água de banhos, nas 20 zonas balneares contempladas”. José Carlos Rolo referiu que a escolha da Praia dos Pescadores para hastear a primeira BAE não foi inocente, ou seja, “pretendemos mostrar que apesar de ser mais difícil manter o galardão numa praia urbana, naturalmente sujeita a maior pressão, os cuidados são redobrados e ano após ano, a Praia dos Pescadores volta a exibir a bandeira”.

Refira-se que “o Município tem desenvolvido um longo trabalho no que respeita à segurança das praias, quer ao nível do melhoramento e construção dos acessos, aquisição de viaturas e equipamentos destinados à limpeza dos areais, preparação das equipas de limpeza, dispensadores de álcool gel, marcação de circuitos de circulação, reforço da sinalética, a que este ano juntamos a campanha intitulada «Albufeira Safe», para um verão mais seguro, assente num turismo responsável”.

Trata-se de uma campanha de prevenção e simultaneamente de marketing, que tem por objetivo evitar a propagação do vírus na comunidade e transmitir a quem nos visita que somos um destino seguro, também sob o ponto de vista sanitário. A campanha foi construída com base num site, que assenta em quatro pontos: regras (sobre o uso de máscara, distanciamento, comércio, restauração e similares, praias, museus), Centro de Testagem (que permite a realização de testes a residentes e turistas), contactos úteis e ligação ao site Info Praia (que permite saber o nível de ocupação de todas as praias em tempo real, entre outras informações úteis).

José Carlos Rolo frisou que apesar do que aconteceu na semana passada (saída de Portugal da lista verde dos Britânicos), a autarquia está empenhada em fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que o verão corra da melhor forma. “Vamos receber quem nos visita com todas as medidas de segurança e ajudar as famílias e os empresários do nosso concelho, que vive maioritariamente do Turismo, a saírem desta crise sanitária, social e económica”. Para tudo isto contamos com a dedicação dos funcionários do Município, dos mais diversos setores, a quem desde já aqui deixo o meu agradecimento”.

O presidente da Câmara Municipal reforça que para além da qualidade ambiental das praias, Albufeira é um destino inclusivo, onde a autarquia se preocupa que todos possam beneficiar da beleza das nossas praias. Para o efeito 25 praias estão dotadas de equipamentos Tiralô, que permitem o acesso ao banho a pessoas com mobilidade reduzida. Estes equipamentos podem ser encontrados nas seguintes praias: Salgados, Galé Oeste, Galé Leste, Manuel Lourenço, Evaristo, São Rafael, Peneco, Pescadores, Inatel, Alemães, Oura, Oura Leste, Santa Eulália, Maria Luísa, Olhos de Água, Belharucas, Falésia-Alfamar, Rocha Baixinha, Rocha Baixinha Poente e Rocha Baixinha nascente. Paralelamente, há várias zonas balneares do concelho que estão equipadas com cadeiras/andarilhos, ideal para caminhadas no areal, disponíveis nas seguintes praias: São Rafael, Pescadores, Inatel, Alemães, Oura, Santa Eulália, Maria Luísa, Olhos de Água, Belharucas, Falésia-Alfamar e Rocha Baixinha Poente. Os referidos equipamentos devem ser solicitados junto do concessionário ou do nadador salvador.

Pedro Coelho, diretor regional da APA – Agência Portuguesa do Ambiente, por sua vez, elogiou o Município por continuar a ser um exemplo a nível nacional, tendo sublinhado que apesar de continuarmos em pandemia, estamos com o trabalho facilitado, “graças à experiência do ano passado”. Relativamente ao mercado Britânico, é de opinião que “há que aproveitar a situação para nos focarmos em manter ou conquistar novos mercados”.

O dirigente da APA destacou que, este ano, as regras de utilização das praias não diferem significativamente do ano anterior, nomeadamente no que diz respeito ao distanciamento, higiene e regras de etiqueta, sendo que a novidade passa pelo reajustamento dos intervalos no que respeita à sinalização da ocupação das praias: até 50% (ocupação baixa) – sinal verde; até 70% (ocupação elevada) – sinal amarelo e acima de 90% (ocupação plena) – sinal vermelho.

Pedro Coelho aproveitou o momento para sublinhar a importância do Reforço dos Ecossistemas (tema central da campanha da ABAE deste ano) e da necessidade de se tomarem medidas adequadas, no sentido de se assegurar a qualidade da água balnear e dos ecossistemas associados, cuja preservação e recuperação são cada vez mais valorizados. “Este é o grande desafio para a próxima década”, frisou. Por outro lado, referiu que nas últimas 2/3 décadas assistiu-se a uma evolução enorme na qualidade ambiental das nossas praias. “A partir de 2010 chegámos ao nível da excelência (95% do grau de fiabilidade da qualidade da água balnear), o que comporta enormes desafios. Por isso é muito importante que todos tenhamos a consciência de que é mais difícil manter o nível de excelência, do que atingir o nível de excelência. Nós já estamos neste nível, o que exige que tenhamos que manter, acompanhar e implementar medidas de correção dos problemas que vão surgindo. Este é o outro grande desafio, que passa pela monitorização e rapidez de atuação, aliada à boa coordenação entre todas as entidades”. Pedro Coelho sublinhou que foi precisamente esta boa articulação, o fator a que se deve o sucesso da época balnear de 2020.

Categories: Albufeira, Turismo