Loulé

Loulé cria equipa para a Igualdade na vida local

No âmbito do protocolo celebrado em 2020 entre o Município de Loulé e a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, com vista à implementação da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação 2018-2030 “Portugal + Igual”, foi criada agora a Equipa para a Igualdade na Vida Local de Loulé.

Esta equipa será responsável por promover a igualdade neste território e assegurar a implementação do Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação, nomeadamente ao propor, conceber, coordenar, implementar, acompanhar e avaliar as medidas e as ações desenvolvidas ao abrigo do protocolo. Vem, assim, reforçar a importância da proximidade do Município com as populações com vista à concretização de ações e medidas que tenham como objetivo a promoção da política da igualdade de género e de oportunidades.

Foram nomeados pelo autarca de Loulé para integrar a equipa Marilyn Zacarias, vereadora com o pelouro da Igualdade; Dália Paulo, diretora municipal de Administração, Planeamento e Modernização Administrativa; Júlio de Sousa, diretor municipal de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Rute Nascimento, conselheira local para a Igualdade na componente interna e chefe do Gabinete de Auditoria Interna e Qualidade, Helena Gomes, conselheira local para a Igualdade na dimensão externa e presidente da Mesa do Conselho Geral do Núcleo Distrital da EAPNE e membro da CPCJ; Sandra Vaz, diretora de Departamento da Coesão Social e Saúde; Teresa Machado, chefe de Divisão de Gestão de Pessoas; Júlia Cardoso, representante da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima; Maria Lourenço, deputada municipal; e Nélson Brazão, presidente da Junta de Freguesia de Boliqueime.

Refira-se que esta estratégia nacional norteia-se pelos seguintes objetivos: não discriminação em razão do sexo e igualdade entre mulheres e homens, prevenção e combates a todas as formas de violência contra as mulheres, violência de género e violência doméstica e combate à discriminação em razão da orientação sexual, identidade e expressão de género, e características sexuais.

“O Município de Loulé compromete-se aqui com uma matéria que é fulcral para que o estado democrático possa funcionar na sua plenitude”, garante Vítor Aleixo, presidente da Câmara de Loulé.

Categories: Loulé