Lagos

LAGOS | 19 anos de “SAÚDE EM MOVIMENTO”

Irá em breve arrancar a 19.ª edição do projeto “Saúde em Movimento”, uma iniciativa do município de Lagos destinada a promover o envelhecimento ativo e saudável dos munícipes com idade superior a 40 anos. O projeto, que foi agora objeto de certificação de qualidade como “Programa de Atividade Física Sénior” no âmbito do programa Municípios Amigos do Desporto, promovido pela Cidade Social[1], mantém, na essência, as características das edições anteriores, compreendendo atividades de ginástica de manutenção, caminhadas e atividades de ar livre, convívios e sessões de educação para a saúde.

Na temporada 2021/2022 as aulas serão reprogramadas de acordo com as recomendações da Direção-Geral de Saúde e a evolução da pandemia, prevendo-se um aumento de grupos devido à necessidade de formação de grupos com menor número de participantes. Continuidade terá também o programa “Redescobrir a nossa terra” com novos percursos e atividades. Surgido na 18.ª edição, em resposta à necessidade de adaptação do projeto à pandemia, consiste na realização de caminhadas por distintos locais do concelho, aliando a atividade física ao prazer de conhecer o território.

O “Saúde em Movimento” foi crescendo ao longo dos anos e progressivamente adaptado a novos públicos. Exemplo desse alargamento são os programas “ArticuLar” vocacionado para a população sénior institucionalizada, numa parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lagos, e o “Diabetes em Movimento”, um programa comunitário de exercício físico para pessoas com diabetes tipo 2, implementado sob a coordenação da Direção-Geral da Saúde, através do Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física e do Programa Nacional para a Diabetes.

Do relatório da 18.ª edição, que acompanhou a proposta aprovada pela Câmara, constam as conclusões da avaliação da aptidão físico-funcional realizada em dois momentos distintos aos participantes, as quais indicam a melhoria em quatro das seis componentes avaliadas, demonstrando a validade do projeto no sentido de reverter os efeitos do confinamento nos utentes e combater a perda das capacidades funcionais que são próprias do envelhecimento. A população monitorizada, com uma média de idades de 72 anos, foi avaliada em indicadores como a força (superior e inferior), a flexibilidade (inferior e dos braços), a velocidade de reação e o equilíbrio e resistência cardiovascular.

Em reunião de Câmara, o executivo municipal fixou as condições de participação na próxima temporada do projeto e aprovou a minuta dos protocolos a celebrar, uma vez mais, com os clubes desportivos do concelho, que disponibilizam os seus técnicos de desporto para ministrar as aulas de manutenção. São igualmente entidades parceiras as juntas de freguesia do concelho, o Centro de Saúde de Lagos, a empresa municipal LAGOS-EM-FORMA e o Centro Ciência Viva de Lagos, esta última responsável pela dinamização das ações de formação “A Ciência não tem idade” cuja realização se prevê retomar na época 2021/2022.

As novas inscrições serão aceites no Gabinete de Avaliação e Prescrição de Exercício, mediante marcação prévia na receção do Espaço Jovem de Lagos (a partir de 22/9). Já os pedidos de reinscrição decorrem a partir de 27/9 nos locais de prática. A sessão formal de abertura da 19.ª edição do “Saúde em Movimento” está agendada para dia 1 de outubro no auditório dos Paços do Concelho Séc. XXI.

As aulas de manutenção irão acontecer, duas vezes por semana, em Lagos (no Ginásio do Espaço Jovem) e em todos os principais núcleos urbanos do concelho, designadamente no Chinicato, Sargaçal, Odiáxere, Barão de São João, Bensafrim, Luz (novo), Espiche, Almádena e Portelas.

[1] Mais informações em https://www.facebook.com/cidadesocial.org

Categories: Lagos, Saúde