Algarve

Resort de natureza de luxo no Sotavento Algarvio gera lista de espera de compradores

Com 100% das primeiras unidades vendidas, o Verdelago Resort conquista portugueses, espanhóis, brasileiros e americanos

O Verdelago Resort, localizado num dos melhores destinos de praia da Europa, entre Altura e a Praia Verde, em Castro Marim, já tem 100% das suas primeiras unidades residenciais turísticas vendidas, pouco mais de um mês depois do seu lançamento. A sua primeira fase de construção foi iniciada no final de 2020 e é constituída por um conjunto de unidades de alojamento exclusivo, onde se incluem 57 unidades residenciais turísticas que estarão concluídas para entrega já em 2022, dividindo-se em 24 apartamentos (T1, T2 e T3), 26 townhouses (V2 e V3) e 7 villas (V4 +1). 45 novas unidades, que estarão prontas antes do verão de 2023, vêm agora o seu início de comercialização antecipado face à enorme procura registada na 1ª fase do resort. Este lançamento procura dar resposta à lista de espera de dezenas de interessados para a realização de visitas e novas reservas que terão acesso privilegiado aos 29 apartamentos (T1, T2 e T3) e 16 Townhouses (V3), disponíveis no mercado a partir desta semana.

Motivos do sucesso

Estas novas unidades agora em comercialização representam a 2ª fase do Verdelago Resort, um projeto extraordinário a nível mundial, que faz parte de uma nova geração de resorts que respondem de forma positiva às dimensões de sustentabilidade social, económica e ambiental. Plenamente integrado na paisagem, o empreendimento de luxo que se estende até à praia, foi concebido tendo como base as melhores práticas, tanto na construção, como da conservação da natureza e da biodiversidade tão ricas da zona (onde se incluem as cerca de 110 espécies diferentes de animais identificados no local, entre camaleões, sapos, rãs, borboletas, coelhos, guarda-rios, patos reais, gaios, poupas e até cegonhas brancas, entre inúmeros outros, monitorizados e protegidos por associações independentes), assim como do consumo de energia, de água e da mobilidade, tendo em vista uma pegada de carbono neutra.

“O elevado sucesso deste projeto deve-se sobretudo à sua localização extraordinária – com uma frente de mar de mais de 1 km –, à forte aposta na sustentabilidade e por acompanhar a nova realidade na vida das pessoas, exacerbada no contexto da pandemia, da natureza como novo luxo, ao estar inserido numa propriedade com mais de 85 hectares de enorme biodiversidade e com um índice de construção de apenas 8,7%”, afirma Paulo Monteiro, diretor-geral do Verdelago Resort. “É, de facto, um projecto que sabemos irrepetível, numa zona onde não existem empreendimentos com oferta e exclusividade semelhantes e estávamos certos do seu sucesso desde a primeira hora.  Não contávamos, contudo, que as nossas melhores previsões, que apontavam para este atingimento apenas no final do ano se verificassem tão rapidamente, levando-nos a antecipar a próxima fase de vendas,” acrescenta.

Embora a maioria dos interessados e dos compradores daquele que é o único resort de natureza de luxo do sotavento algarvio, em primeira linha de mar, seja atualmente composta por portugueses, há também muita procura por parte de clientes de outras nacionalidades, como espanhóis, brasileiros e americanos, que apesar das parcerias com algumas imobiliárias, têm vindo a privilegiar o contato direto com a equipa de vendas do resort, composta por pessoas da região. “Notamos que os clientes, nacionais ou estrangeiros, procuram a envolvência da natureza, áreas generosas e espaços adaptáveis ao teletrabalho e à possibilidade de passarem longas temporadas afastados das grandes cidades, num novo paradigma acentuado pelo contexto pandémico, em que eles próprios se tornam agentes locais de transformação através da adoção de um novo estilo de vida em sintonia com o ambiente, fomentado pela filosofia do resort”, sublinha Paulo Monteiro. “Valorizam também a possibilidade de rentabilizar as suas unidades sempre que o desejarem, e sem preocupações, com taxas garantidas elevadas”.

O Verdelago Resort, pelas suas caraterísticas únicas, é o projeto ideal para estes novos tempos. “Faz parte da estratégia do Verdelago Resort que o empreendimento não seja apenas um local de passagem, mas antes um local onde as pessoas queiram efetivamente viver e onde possam trabalhar online por grandes períodos de tempo, durante todo o ano. O objetivo passa também por contribuir para combater a sazonalidade algarvia e acompanhar uma estratégia da própria região, ao mesmo tempo que trazemos para o sotavento algarvio uma oferta até aqui completamente inexistente, que dota de luxo a experiência neste Algarve mais selvagem, elevando-o, sem desrespeitar as suas tradições e autenticidade”, explica o seu diretor-geral.

O Verdelago Resort, será desenvolvido em várias fases, e contará com um aldeamento turístico e um hotel de 5 estrelas, com relevo ímpar não só para o concelho de Castro Marim, mas para todo o sotavento algarvio. O investimento, estimado na ordem dos 270 milhões de euros, é o maior alguma vez realizado nesta zona do Algarve. No total, o Verdelago Resort terá 340 unidades residenciais turísticas e um hotel de cinco estrelas com 197 quartos.

O Verdelago Resort é o primeiro Resort Turístico no País a aderir à Certificação Green Globe desde a fase da construção, uma das mais exigentes certificações internacionais de turismo sustentável e membro afiliado da Organização das Nações Unidas para o Turismo (OMT).

Verdelago Resort

O Verdelago Resort é um projeto da Verdelago – Sociedade Imobiliária, S.A. uma empresa de desenvolvimento de projetos imobiliários e turísticos, cuja participação maioritária é detida pelo Fundo Aquarius, FCR, gerido pela OXY CAPITAL. O Verdelago Resort terá, para além das 340 unidades residenciais turísticas e do hotel de cinco estrelas com 197 quartos, um Clube do Aldeamento (com restaurante, bares, open market, esplanada, piscina infinita e zonas de estar), 4 campos de padel e 2 de ténis, serviços de apoio familiar (babysitting e kids club), passadiços de madeira com acesso à praia, assim como diversos percursos pedonáveis e cicláveis (cerca de 7 km) por entre sobreiros e pinheiros, charcos temporários e uma lagoa. O Verdelago Resort estende-se por cerca de 86 hectares de terreno, com um índice de construção 8,7%. Os seus cerca de 70 hectares de espaços verdes, incluem um parque verde e de lazer com mais de 42 hectares e uma reserva natural em frente do mar com 24 hectares, áreas de interpretação ambiental, conservação e promoção do habitat natural.

Informação técnica

O projeto de arquitetura do Verdelago Resort é do atelier Saraiva + Associados, o paisagismo é do arquiteto Hipólito Bettencourt, o design de interiores de Sofia Andrez / Dexter Moren Associates e o projeto de engenharia é da empresa A400, estando a gestão dos projetos e fiscalização da obra a cargo da DDN – Gestão de Projetos S.A. Como consultores e parceiros contamos ainda com a Edifícios Saudáveis na área da eficiência energética, a certificação Ambiental está a cargo da Peterson Consultancy, as charcas temporárias estão a cargo da CCMAR (Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve) e as florestas da 2 B Forest, enquanto a fauna e a flora estão a cargo da Associação Vita Nativa.

Sobre a Blue and Green A Blue & Green é um operador turístico que assegura a gestão de hotéis e resorts 5* em Portugal com localizações únicas, como a Quinta das Lágrimas, o Marriott Praia D’El Rey e o WestCliffs Resort, na zona Oeste, o Tróia Design Hotel, o Vilalara Thalassa Resort e, agora, o Verdelago Resort.

Saiba mais em: www.verdelago.com

Categories: Algarve