Quarteira

QUARTEIRA | Telmo Pinto conta com todos e não esquece a família na Tomada de Posse dos eleitos nas Autárquicas’21

A Cerimónia da Tomada de Posse da Assembleia de Freguesia de Quarteira teve lugar na última sexta-feira, dia 9 de outubro, no auditório do Centro Autárquico de Quarteira.

Uma sessão com casa cheia e que contou com a presença do presidente reeleito da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo e restante executivo e do presidente eleito da Assembleia Municipal de Loulé, Carlos Silva Gomes, entre outros.

Executivo da Junta de Freguesia de Quarteira:

  • Presidente: Telmo Pinto
  • Secretário: Eduardo Amador
  • Tesoureiro: Marta Teixeira
  • Vogais: Paulo Alferes; Cláudia Martins; Jorge Bica; Natália Duarte

Mesa da Assembleia de Freguesia de Quarteira:

  • Presidente: Lígia Brito
  • 1º Vogal: Amélia Carmo
  • 2.º Vogal: António dos Santos (Floriano)

Bancada do PS: Fábio Nobre; Rosana Durão; Josiana Forte; Ângela Guerreiro; Álvaro Bota; Verónica Martins; Isidoro Correia; Lara Santos; Sónia Dallot; Sérgio Monteiro

Bancada do PSD: Vítor Duro; João Santos; Ricardo Gonçalves

Bancada do CHEGA: Élio Carmo

Bancada do Bloco de Esquerda: Jorge Guerreiro

A presidente reeleita da Assembleia de Freguesia de Quarteira, Lígia Brito, agradeceu “o convite e a confiança depositada na minha pessoa, mais uma vez, para dirigir a assembleia para o mandato 2021-2025, cargo esse que irei honrar com imparcialidade, responsabilidade e orgulho como até aqui, nesta casa da democracia, tendo a certeza de que este mandato será mais rico, com mais opiniões, ideias e partilha, pois vamos ter 4 forças políticas aqui representadas, coisa que nunca tinha acontecido, pelo menos nos tempos mais recentes”.

Na sua intervenção, o presidente reeleito da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto, começou por “cumprimentá-los agora, já na função de presidente eleito da Junta de Freguesia de Quarteira pela 3.ª vez. Quero cumprimentar o presidente da Câmara Municipal de Loulé e, nele, penso que posso cumprimentar todos os autarcas presentes, desde a câmara às juntas e à assembleia Municipal aqui presentes, tanto aqueles que estão em função como aqueles que foram eleitos e que ainda não tomaram posse, pois nós fomos os primeiros”, deixando “uma ressalva pela importância de todos aqueles que se candidataram.  Mudança faz-se com a participação e faz-se também, sem dúvida nenhuma, com a abstenção e a coragem de, hoje em dia assumirmos cargos desta posição, sairmos do anonimato e darmos de nós para estarmos aqui presentes para mudar, é muito importante e é preciso que isso aconteça. Isso aconteceu aqui, independentemente de quem é que foi eleito, de quem são os efetivos ou os suplentes, existiram muitas pessoas que deram a cara e fizeram questão de dar o corpo às balas para lutar por Quarteira e isso é o mais importante. Muito obrigado a todos por isso. Depois, dizer que Quarteira cresceu e isso deve-se a todos os autarcas que por cá passaram, à população em geral, às associações e aos clubes. É uma população jovem, dinâmica, cresceu nos últimos anos e hoje temos aqui o resultado daquilo que tem sido o crescimento de Quarteira. Chegar a um patamar em que colocamos 19 deputados na Assembleia de Freguesia é importante. Chegar ao patamar de colocar 4 partidos na Assembleia de Freguesia é importante porque cada vez mais é importante discutir e trocar ideias porque não somos os donos da verdade nem sabemos tudo. Portanto, uns com os outros com certeza que vamos fazer Quarteira crescer ainda muito mais, pelo que é de dar os parabéns a todos estes deputados da Assembleia de Freguesia que foram eleitos e que vão agora participar no destino da freguesia nos próximos 4 anos”.

Telmo Pinto sublinha que “este é o meu 3.º mandato e também sentimos que nestes 8 anos Quarteira cresceu. Às vezes andamos afastados da política e não percebemos que, quando cá chegámos, tínhamos uma junta de freguesia para fazer pelas pessoas com um orçamento de 800 mil euros. Já tinha tido as suas lutas e as suas conquistas no passado mas, neste momento, somos uma Junta de Freguesia que conquistou, dentro daquilo que são as competências delegadas por lei, mais competências, mais trabalho, mais serviços, mais contratos-programa e criando condições para darmos mais respostas à população. Isso significa que somos hoje a maior junta de freguesia do Algarve em termos de orçamento, comparável apenas às juntas de freguesia de Lisboa e isso é, para nós, motivo de orgulho. Avançamos agora para um terceiro mandato, é de extrema responsabilidade pela forma como temos ganho as últimas 3 eleições e, como tal, o que quero aqui deixar é o compromisso, a palavra de que todos nós iremos trabalhar da mesma forma como temos trabalhado até aqui para melhorar e posicionar cada vez mais Quarteira. Portanto, é um compromisso nosso continuar a fazer tudo aquilo que temos feito até agora e posicionar Quarteira cada vez mais como uma freguesia de referência. Para terminar, e porque nos esquecemos sempre quando exercemos posições autárquicas, esquecemo-nos sempre que os mais prejudicados são sempre a família e eu próprio, nos meus discursos, acabo também por me esquecer da minha família. Independentemente de tudo aquilo que eu possa fazer no exercício destas funções de autarca, se não fosse a força que tenho de familiares, e são eles as principais pessoas que perderam com a minha presença aqui na junta de freguesia, não posso deixar de lhes agradecer muito por ter estado 8 anos mais afastado, partir para mais uma etapa de 4 anos e poder ter condições para dedicar tempo a todo este trabalho autárquico que temos feito e que queremos continuar a fazer para o futuro. Portanto, obrigado a todos. Continuamos a contar com todos vós porque Quarteira tem essa particularidade das associações, dos clubes e das pessoas quererem participar, pelos que contamos com todos vós e com esta equipa para melhorar cada vez mais esta freguesia”.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categories: Quarteira