Quarteira

LIONS CLUBE DE VILAMOURA | Jantar de Gala com Espetáculo no Casino

O Lions Clube de Vilamoura promoveu este domingo, 13 de fevereiro, mais um Jantar de Solidariedade no Salão Miralago do Casino de Vilamoura a favor da luta contra o Cancro Pediátrico.

O presidente do clube, Jorge Madeira, abriu a sessão com a protocolar saudação das bandeiras, seguida da leitura do Código de Honra lionístico pelo companheiro João Lopes.

Jorge Madeira agradeceu à Solverde pela cedência da sala, agradecendo igualmente a presença dos clubes Lions Lisboa Mater, Arganil, Figueira da Foz, Setúbal, Costa de Caparica – Praia do Sol, Loulé, Tavira Romana e Vilamoura, bem como da Câmara Municipal de Loulé, Junta de Freguesia de Quarteira, Vilamoura World, Inframoura, CHUA – Centro Hospitalar Universitário do Algarve, Associação Mãozinhas Solidárias, Fundação António Aleixo, Centro Paroquial de Quarteira e AHDPA – Associação Humanitária dos Doentes de Parkinson e Alzheimer.

Usou depois da palavra o companheiro António Cortesão, presidente do Lions Clube Lisboa Mater, pedindo um minuto de silêncio em homenagem à vice-presidente Soledade Madeira, esposa do presidente, falecida em finais de novembro de 2021.

Foi então passado um vídeo sobre o Cancro Pediátrico, após o qual Jorge Madeira passou a palavra a Nelson Horta, apresentador da animação da noite, enriquecida pelas atuações do Grupo de Danzas Venezuelanas Araguaney (que estrearam nesta noite novas danças e novos trajes) e do grupo de Fados de Coimbra, In Versus.

Teve ainda lugar o sorteio de um quadro da autoria de Soledade Madeira, doado ainda com vida para esta ação.

Telmo Pinto, presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, começou por salientar que “estou há 8 anos na junta e foi no exercício das minhas funções de autarca que comecei a trabalhar mais com os Lions e queria aqui relembrar a Soledade Madeira, Foi presidente do Lions Clube de Vilamoura em dois momentos desde que eu sou autarca de Quarteira e foi com ela que iniciei este trabalho na junta de freguesia e não podia deixar de me lembrar dela. Depois, agradecer ao Lions, como a todas as outras instituições e agradecer-vos a todos vós por isto é o conjunto de esforços de todos nós que leva a resultados positivos, neste caso no cancro pediátrico, como a tantos outros que temos tido ao longo de todos estes anos. Eu sou mais um daqueles que têm a agradecer ao Lions de Vilamoura por todo o trabalho e dedicação que tem tido. Nós apoiamos a causa mas há aqui muitas pessoas que têm feito um grande esforço em prol dos outros”.

Marilyn Zacarias, vereadora da Câmara Municipal de Loulé (representada também pelo vereador David Pimentel e pela diretora municipal Dália Paulo), falou “em nome da câmara municipal, do presidente Vítor Aleixo e do seu executivo”, enaltecendo “esta iniciativa por se manterem sempre num espírito de ajuda. A câmara de Loulé estará sempre presente e podem contar connosco para estas e as outras atividades que normalmente fazem. Deixar também um grande abraço, já o fizemos mas é impossível deixar de pensar na Soledade, de quem eu, pessoalmente, era mesmo muito amiga. Esta é uma digna homenagem e sei que ela, onde está, está a olhar por nós”.

Sofia Félix, governadora do Distrito Lions 115 Centro Sul, sustentou que “eu sou Lions porque faço parte da maior ONG do mundo. Tem assento na Assembleia Geral da ONU. Que defende causas globais. Causas partilhadas por países de todo o mundo: a Fome, a Visão, a Diabetes, o Meio Ambiente e o Cancro Infantil. Eu sou Lions porque os lions são líderes nas suas comunidades. Fazem coisas maravilhosas. Fazem a diferença. Sonham. Transformam vidas. Eu sou Lions porque acredito na Paz e nós, Portugal, entre 34 países, tivemos um prémio de mérito da nossa pequena Madalena Ribeiro que sonhou e projetou a Paz no meio da Informática. «Estamos todos conectados» era o tema de 2021. Ela ganhou e fez a diferença. Eu sou Lions porque nos Lions há mulheres que admiro muito, como a Soledade Madeira. Uma mulher destemida, forte, um exemplo. Eu sou Lions porque há um Jorge Madeira que faz coisas maravilhosas e que me faz vir de muito longe, percorrer muitos quilómetros só para ter um abraço dele. Eu sou Lions porque chego aqui e vejo uma sala fantástica, cheia de gente, portugueses, franceses e outros, que estão a olhar para mim e entendem porque é que eu estou aqui. Obrigada por terem vindo. Obrigada por fazerem a diferença. Obrigada por nos ajudarem a transformar vidas. Obrigada por nos permitirem equipar o IPO Lisboa. Eu já lá estive. Não é uma sala fechada. É uma sala com crianças, com educadores, com assistentes sociais. Obrigada a todos. Temos aqui presente a nossa querida companheira Maria José Brito, assessora para o Cartaz da Paz, que me fez fiel depositária do agradecimento”, entregando a Jorge Madeira o Agradecimento ao Lions Clube de Vilamoura por ter participado no Cartaz da Paz. “Um clube assim só podia ser um clube de excelência. Por isso, tenho a honra de lhe entregar também o certificado de Clube de Excelência, assim como o pin correspondente. Não temos aqui presente a nossa companheira Custódia Martins da Costa, que já faz 20 anos como Lions, vou entregar também o chevron, assim como o chevron a si próprio, companheiro Jorge Madeira, pelos 10 anos de presidência do Lions Clube de Vilamoura”.

Isolete Correia, administradora da Vilamoura World, deu os parabéns pela iniciativa, realçando o papel do Lions Clube de Vilamoura em prol dos mais necessitados e das causas sociais, manifestando a disponibilidade da Vilamoura World em continuar a apoiar o clube.

Horácio Guerreiro, diretor clínico do CHUA, disse que, “neste caso do cancro pediátrico, nós não temos propriamente um serviço dedicado. Apenas prestamos apoio às crianças com cancro. Fazemos o diagnóstico e fazemos o seguimento. O tratamento do cancro nas crianças, em Portugal, é feito em 3 centros: IPO Lisboa, IPO Porto e Centro Hospitalar Universitário de Coimbra. É uma área difícil, que nos choca a todos. Os cancros são sobretudo do sangue, linfomas, leucemias e sistema nervoso central. Qualquer deles é altamente incapacitante, causa sequelas, muito sofrimento, a cura é difícil e, embora haja muitos avanços, designadamente ao nível da transplantação, nos imunomodeladores, na quimioterapia e radioterapia muito seletiva mas é um campo da medicina extremamente difícil e, tratando-se de crianças, é altamente angustiante para as famílias, para os funcionários, é angustiante para todos. Portanto, felicito o Lions Clube de Vilamoura por esta iniciativa, pelo suporte que os Lions têm dado a nível universal a esta causa e quero, em nome do CHUA, o apoio que nos têm dado. Os hospitais têm muitas carências. Muitas vezes, as pessoas têm uma opinião desfavorável dos hospitais e, mais do que o valor do apoio, é o simbolismo e nós sentimo-nos acarinhados e sentimos que as pessoas estão connosco e agradeço muito por isso”.

Jorge Madeira lembrou que “no IPO Lisboa há uma sala que se chama Sala Lions para as crianças que vão à consulta poderem brincar, tem computadores, brinquedos e artigos didáticos e o Lions Clube de Vilamoura, há cerca de 3 anos, fez uma doação de 3 mil euros para essa sala (ver AQUI) porque não há nada aqui no Algarve mas tem de começar a haver tratamento do cancro na região. Isto não pode continuar. O Algarve precisa urgentemente de um hospital central”.

Foram emblemados os novos companheiros José António Bonito Ramos e Tina Viegas.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categorias:Quarteira