Algarve

BE Algarve: «Persistem os graves problemas nas Urgências Pediátricas do CHUA»

Chegou ao conhecimento do Bloco de Esquerda/Algarve que continuam a persistir os graves problemas nas Urgências Pediátricas do Centro Hospitalar Universitário do Algarve/CHUA e, muito em particular, na urgência de pediatria do Hospital de Faro. Como veio a público, esta unidade foi obrigada a encerrar vários dias no passado mês de fevereiro por falta de Especialistas de Pediatria, uma situação que já se vinha a arrastar desde antes e que, afinal, ainda não foi ultrapassado, pois as carências destes médicos continuam. Ainda, recentemente, houve falhas nas Urgências Pediátricas dos Hospitais de Faro e de Portimão, fazendo com que os utentes recorressem a Beja, o que representa uma violência extrema.

No pico de agravamento da situação, no final do mês passado, as justificações dadas pelo Conselho de Administração do CHUA é que à carência de médicos pediatras se juntavam algumas baixas médicas no Hospital de Faro, impedindo assim a constituição de equipas nas urgências pediátricas. Então e quais os motivos de continuação da referida situação? Naturalmente que se trata de uma situação estrutural da falta de médicos no CHUA e que o governo tem de resolver quanto antes.

O recurso em situações de urgência pediátrica ao Hospital de Portimão, que dista 70 quilómetros de Faro, ou a Beja, que dista 150 quilómetros do Algarve, não representa qualquer solução. As urgências pediátricas precisam de funcionar de forma regular e adequada no Algarve, oferendo às crianças e pais da região todas as condições de segurança e comodidade.

 A falta de profissionais nas unidades de saúde pública no Algarve tem sido recorrente, da responsabilidade dos diversos governos do PS e PSD que, com o seu desinteresse e falta de investimento, tem conduzido à degradação do SNS e ao florescimento das clínicas e hospitais privados no Algarve. É preciso contratar mais médicos e outros profissionais de saúde, com carreiras e condições de trabalho atrativas, defendendo e reforçando o SNS na região. É preciso valorizar adequadamente os profissionais de saúde, que tanto esforço e dedicação têm dado, como se tem visto na situação de pandemia e noutras situações.

O Bloco de Esquerda/Algarve exige que o novo governo PS olhe verdadeiramente para a defesa e melhoria do SNS no Algarve, resolvendo de vez, entre outras situações, o que se passa nas Urgências Pediátricas do CHUA e, particularmente, no Hospital de Faro, levando à contratação de mais médicos pediatras.

Caso se continue a verificar o encerramento, ou dificuldades agravadas, nas Urgências Pediátricas dos Hospitais de Faro e Portimão, o BE/Algarve irá interceder junto do seu Grupo Parlamentar, na Assembleia da República, para questionar o novo governo de António Costa.

O secretariado do BE/Algarve

Categorias:Algarve, Saúde