AGENDA

Transformando o Mundo chega a São Brás de Alportel

Esta mostra itinerante dedicada à promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, como ferramentas estratégicas para a transformação do mundo num lugar mais próspero, justo, sustentável e inclusivo apresenta quatro temáticas, em quatro espaços de exposição são-brasenses, de 11 até 27 de janeiro

O Município de São Brás de Alportel recebe esta quarta-feira, dia 11, o conjunto de exposições “Mostra ODS – Transformando o Mundo” que vai estar patente até 27 de janeiro na Escola Secundária José Belchior Viegas, na EB 2, 3 Poeta Bernardo de Passos, no átrio das Piscinas Municipais Cobertas e no átrio do São Brás Cineteatro Jaime Pinto.

A inauguração desta Mostra, está marcada para as 10h00, na EB 2,3 Poeta Bernardo de Passos que acolhe uma das mostras dedicada ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Pobreza.

Na Escola Secundária José Belchior Viegas estará exposta a mostra dedicada às alterações climáticas enquanto no Cineteatro Jaime Pinto será abordado o tema género. No átrio das Piscinas Municipais Cobertas vai ser apresentada a mostra dedicada à comunidade escolar: “OS ODS vão à escola”, para crianças entre os 6 e os 12 anos.

Este conjunto de exposições que está a percorrer o país desde julho de 2022, foi desenvolvida pela organização não governamental OIKOS – Cooperação e Desenvolvimento, com o apoio do Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP, e tem como objetivo reforçar a informação junto dos diversos sectores da sociedade civil relativamente aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e, por essa via, contribuir para a concretização dos objetivos através da consciencialização pública.

Uma iniciativa que chega a São Brás de Alportel através do convite da Europe Direct Algarve e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve dirigido ao Município de São Brás de Alportel e ao Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas. A convicção de que cada cidadão tem um contributo a dar na transformação do mundo num lugar mais próspero, justo, sustentável e inclusivo motivaram a criação desta exposição que está a percorrer Portugal.