Algarve

Via Algarviana reedita guia, lança aplicação e apresenta cinco novos percursos

A Via Algarviana lança hoje, 16 de janeiro, uma reedição do guia em papel e uma aplicação móvel. Estas duas ferramentas vêm ajudar os utilizadores dos vários percursos pedestres do território Via Algarviana, tanto praticantes de caminhada como de BTT. No mesmo dia fica disponível toda a informação sobre os cinco novos percursos pedestres da Via Algarviana no concelho de Monchique.

Via Algarviana

O novo guia da GR13 – Via Algarviana reúne a informação detalhada sobre cada um dos 14 setores que compõem os cerca de 300 km de extensão desta grande rota, de Alcoutim até ao Cabo de S. Vicente. Inclui ainda informação sobre as nove ligações ao eixo principal da GR13. No guia o caminhante encontra o mapa do itinerário, a ficha técnica, descrição e pontos de interesse. Toda a informação foi revista e melhorada com base nas versões anteriores do guia e dando voz às sugestões dos muitos caminhantes e praticantes de BTT de todo o mundo que têm percorrido o interior do Algarve.

A procura internacional, cada vez maior, justifica a reedição do guia em cinco idiomas – português, inglês, francês, alemão e holandês, os mesmos em que o site da GR13 já existe. São cada vez mais os amantes do turismo de natureza que procuram a Via Algarviana como alternativa ao turismo massificado do litoral, descobrindo aqui um outro Algarve.

O guia é distribuído num formato original: em vez de um volume único, é composto por um conjunto de folhetos, correspondentes aos vários setores. Desta forma, em cada dia o caminhante ou praticante de BTT pode levar na mão apenas a informação necessária, deixando o restante peso na mochila. O conjunto dos vários folhetos é guardado num saco de algodão, mais fácil de arrumar na bagagem do que um livro convencional.

O guia já estava disponível para download, em formato digital, no site da Via Algarviana. Pode agora ser pedido através de um formulário online. A versão em papel é também gratuita, pagando-se apenas os portes de envio.

Também a 16 de janeiro é lançada oficialmente nas app stores (Apple e Google) a aplicação da Via Algarviana. O principal destaque vai para a possibilidade de seguir os percursos usando os mapas da própria aplicação, mesmo em locais onde não há rede de internet. Além desta funcionalidade, a app tem toda a informação detalhada sobre cada setor da GR13, bem como sobre as ligações e os percursos de pequena rota complementares à Via Algarviana. Outras funcionalidades incluem a possibilidade de descarregar os ficheiros com os tracks e de reportar uma anomalia no percurso, permitindo que todos contribuam para identificar e resolver de forma mais rápida qualquer problema.

A partir de hoje é também possível descobrir cinco novos percursos pedestres na serra de Monchique: três pequenas rotas e duas ligações à GR13 –Via Algarviana, que reforçam a rede já existente. Todos estes percursos estão sinalizados no terreno, permitindo explorar as paisagens da serra e o seu património natural, histórico e cultural de forma autónoma e em segurança. Os traçados levam os caminhantes a descobrir uma paisagem única e surpreendente do Algarve, das vistas amplas dos cumes montanhosos até aos vales verdes por onde correm as ribeiras.

Toda a informação sobre estes novos percursos está já disponível no site e na aplicação. É possível fazer download dos folhetos e dos tracks de cada um deles: PR7 MCQ – Percurso das Hortas (8,2 km); PR8 MCQ – Pelos Caminhos de Alferce (7,8 km); PR9 MCQ – Entre o Vale e o Castelo (7,2 km); Ligação 10 – Via Algarviana (Monchique) a Alferce (11,7 km); Ligação 11 – Alferce à Via Algarviana (Monchique) (11,5 km).

Destaque ainda para a edição do Guia das Rotas Temáticas, disponível em português e inglês. Este guia reúne a informação essencial e os mapas para explorar o Algarve através de quatro temas que são incursões no património natural e cultural da região: Contrabandista (Alcoutim), Água (Loulé), Árvores Monumentais e Geologia (ambas em Monchique). O guia está disponível em formato digital, para download, e também em papel.

Financiamento e parceiros

A reedição do guia e o lançamento da aplicação fazem parte da estratégia de renovação e alargamento dos materiais de promoção da Via Algarviana, desenvolvida no âmbito da candidatura “Via Algarviana – (Des)envolvendo o Interior do Algarve”, com o financiamento do Turismo de Portugal, incluída na Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior, e com o apoio dos 13 municípios parceiros que agregam o Território Via Algarviana.

Os cinco novos percursos do concelho de Monchique foram implementados no âmbito da candidatura “Revitalizar Monchique – o Turismo como Catalisador”, que tem como objetivo ajudar à recuperação do território de Monchique após os incêndios que afetaram a serra de Monchique em 2018. Resulta da parceria entre a Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve, a Região de Turismo do Algarve, a Associação Turismo do Algarve e o Município de Monchique, e é financiada pelo Turismo de Portugal.

Sobre a GR13 – Via Algarviana

A GR13 –Via Algarviana liga Alcoutim ao Cabo de São Vicente, numa extensão de cerca de 300 quilómetros, percorrendo os territórios de baixa densidade do Algarve. Neste momento, além do seu eixo principal, apresenta uma grande rede de rotas complementares. Os percursos estão distribuídos por 13 concelhos (Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira e Vila do Bispo). A Associação Almargem é a entidade gestora da Via Algarviana.

O projeto Via Algarviana tem contribuído para o desenvolvimento desta rede de percursos pedestres no Algarve, devidamente sinalizados e divulgados, promovendo o património natural e cultural do interior algarvio, com a dinamização de serviços de alojamento e restauração e levando cada vez mais visitantes ao “Território Via Algarviana”, localizado no interior algarvio.

Ligações úteis:

Categorias:Algarve, Turismo