Algarve

Hospital do Algarve realiza primeiro procedimento inovador não-cirúrgico de substituição da Válvula Aórtica

Tratamento inovador reduz mortalidade em doentes com estenose aórtica

hpa 

O Hospital Particular do Algarve, no Alvor, acaba de realizar o primeiro implante percutâneo da válvula aórtica, um procedimento minimamente invasivo, que permite a substituição valvular sem necessidade de cirurgia cardíaca.

Esta técnica inovadora para o tratamento da estenose aórtica caracteriza-se pela implantação da válvula por cateterismo, através de pequenas incisões na virilha, que não ultrapassam os 8 milímetros. Através da própria circulação do doente, o cardiologista consegue posicionar uma prótese valvular no local da que estava entupida, retomando assim o funcionamento normal do coração. O procedimento demora cerca de hora e meia e pode-se fazer quase sem anestesia, sem necessidade de abertura da caixa torácica e com uma recuperação em apenas duas semanas.

“Estamos muitos entusiasmados por iniciar esta técnica e por disponibilizarmos aos nossos doentes esta abordagem inovadora no tratamento da estenose aórtica. O tratamento percutâneo é uma das mais importantes inovações na cardiologia, pois permite uma recuperação mais célere e possibilita tratar muitas pessoas que sofrem de estenose aórtica grave e que não eram elegíveis para cirurgia devido ao seu elevado risco”, refere o Dr. João Bacalhau, Presidente do Conselho de Administração do Hospital Particular do Algarve.

O Dr. João Bacalhau sublinha também que “um em cada 15 portugueses com mais de 80 anos sofre de estenose aórtica, uma doença que mata mais pessoas, e de forma mais rápida, do que o cancro”.

Em todo o mundo, cerca de 300 mil pessoas foram diagnosticadas com estenose aórtica grave e aproximadamente um terço destes pacientes são considerados de elevado risco ou não elegíveis para cirurgia de coração aberto. A substituição da válvula percutânea é a única terapia alternativa, minimamente invasiva e clinicamente eficaz para doentes com estenose aórtica grave, sintomáticos, que estão nestas condições.  

Em Portugal este procedimento é já realizado em quatro hospitais, sendo que o Hospital Particular do Algarve é a primeira unidade privada a disponibilizar a técnica.

Sobre a estenose aórtica grave

A estenose aórtica grave é uma doença que se caracteriza pelo aperto da válvula aórtica, cuja função é evitar que o sangue bombeado pelo coração volte para trás. Quando existe este estrangulamento o sangue passa com dificuldade, provocando cansaço, dor no peito e desmaios. As melhorias produzidas pelos medicamentos são limitadas e não evitam as complicações mais graves provocadas pela exaustão cardíaca que, após os primeiros sintomas e nos apertos de alto grau, conduz à morte de metade dos doentes no primeiro ano.

Sobre o Hospital Particular do Algarve, Alvor

O Hospital Particular do Algarve abrange diversas áreas e especificidades da saúde e oferece à população um atendimento diferenciado e permanente 24 horas por dia, constituído por um corpo clínico qualificado. A unidade hospitalar possui também instalações modernas, bem preparadas e tecnologicamente evoluídas.

HPA

Categories: Algarve, Portimão

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.