Albufeira

Trabalhadores do Hotel Montechoro anunciam greve

Os trabalhadores do Hotel Montechoro, em Albufeira, vão iniciar no dia 18 de julho uma greve de cinco dias para reclamarem o pagamento de oito meses de salários em atraso, anunciou hoje o Sindicato de Hotelaria do Algarve.

 

Hotel Montechoro

Hotel Montechoro

Em declaração à agência Lusa, o coordenador distrital do sindicato, Tiago Jacinto, disse que o protesto visa reivindicar o pagamento de oito meses de salários em atraso aos cerca de 50 trabalhadores dos quadros daquela unidade hoteleira de quatro estrelas, da zona de Montechoro.

“Numa primeira fase a greve será de cinco dias, mas os trabalhadores estão decididos em continuar a luta até que lhes sejam pagos os salários em atraso”, sublinhou Tiago Jacinto.

De acordo com o sindicalista, os trabalhadores exigem também que sejam afixados os mapas de horários e de férias, bem como o respetivo contrato coletivo de trabalho.

“Como a situação se arrasta sem que a administração manifeste disponibilidade para a resolver, os trabalhadores decidiram avançar para a greve, numa altura em que a unidade hoteleira está com uma ocupação elevada”, frisou.

Segundo o responsável, o atraso no pagamento dos salários levou já à saída de cerca de 250 trabalhadores do quadro, “restando apenas cerca de 50 ao serviço”.

Para Tiago Jacinto, o não pagamento dos salários “é uma forma de a administração obrigar os trabalhadores a saírem”, até, porque, sublinhou, “para preencher os lugares dos que saíram, foram contratadas empresas de trabalho temporário”.

“Não se compreende como é que não há dinheiro para pagar aos funcionários do quadro e existe para as empresas de trabalho temporário”, questionou.

Para o dirigente sindical, “os argumentos invocados pela administração para não pagar aos trabalhadores não fazem qualquer sentido”, até porque o Hotel Montechoro “tem tido uma ocupação significativa e nesta altura está cheio”.

A decisão de iniciar uma greve de cinco dias, com início no dia 18 de julho, foi tomada na terça-feira em plenário de trabalhadores.

A agência Lusa tentou obter uma reação da administração da unidade hoteleira, mas ninguém se mostrou disponível para prestar declarações até ao início da tarde.

Categories: Albufeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.