Algarve

Delegados do CDS/Algarve ao Congresso pagaram mais por leitão na Mealhada por serem do “Governo que rouba”

Militantes do CDS/Algarve queixam-se de restaurante da Mealhada que lhes cobrou mais refeições que aquelas que consumiram. Quando detetaram erro, um responsável justificou-se que era por serem apoiantes do Governo.

cds

No domingo à tarde, depois do Congresso do CDS, em Oliveira do Bairro, Aveiro, um grupo de militantes centristas do Algarve parou para almoçar num restaurante da Mealhada, Meta dos Leitões. Agora, queixam-se de terem pago mais refeições que aquelas que consumiram por serem apoiantes de Governo “que rouba”.

“A justificação do responsável pelo restaurante foi a seguinte: tendo-se ele apercebido que eram do CDS e, como tal, apoiantes do governo, e aqui cito ‘ipsis verbi’ as palavras proferidas “desse governo que nos rouba, então para me defender eu também os roubo a vocês'”, escrevem os militantes do CDS na sua página do Facebook, onde relatam a peripécia.

O DN procurou ouvir a versão dos responsáveis da Meta dos Leitões, mas quem atendeu disse que não estava presente ninguém que pudesse falar, fosse um proprietário ou um responsável do restaurante. E também não quis comentar o assunto.

Segundo os centristas, “solicitado o livro de reclamações, o mesmo não foi facultado, a quantia cobrada a mais não foi devolvida, pelo que irá aquele grupo de algarvios apresentar queixa na justiça”.

Fonte: DN

1.ª Nota do CDS/Algarve deixada na sua página no Facebook:

A Meta dos Ladrões:
Os delegados do CDS Algarve ao Congresso foram assaltados num conhecido restaurante localizado na Mealhada.
Contamos em duas linhas a mirabolante aventura que alguns congressistas sofreram ontem domingo, no seu regresso ao Algarve:
Atraídos pela famosa boa gastronomia e normal hospitalidade da Mealhada, resolveu um grupo de 15 congressistas parar num conhecido restaurante daquela localidade para degustar o famoso pitéu convivendo desta forma antes da longa viagem até suas casas. O leitão veio a contento dos comensais, a vitória do Benfica ajudou à festa, e no final, apresentada a conta, que apesar de ser considerada exagerada, foi paga.
Contudo, já no exterior do restaurante, e apercebendo-se de serem apenas 15,e que a conta que tinham acabado de pagar contabilizava 19 refeições, tentou um dos membros do grupo esclarecer o erro e que o mesmo fosse corrigido pelo restaurante. A justificação do responsável pelo restaurante foi a seguinte: tendo-se ele apercebido que eram do CDS e como tal apoiantes do governo, e aqui cito ipsis verbi as palavras proferidas “desse governo que nos rouba, então para me defender eu também os roubo a vocês” !!!
Solicitado o livro de reclamações o mesmo não foi facultado, a quantia cobrada a mais não foi devolvida, pelo que irá aquele grupo de Algarvios apresentar queixa na justiça. Entretanto aqui fica o alerta: se forem à Mealhada, das duas uma: ou não dizem que são do CDS, ou então escolham outro restaurante. Na META DOS LADRÕES não são benvindos.

2.ª Nota do CDS/Algarve deixada na sua página no Facebook:

A Meta dos Ladrões:
Para que conste: Denunciámos uma situação indigna e vergonhosa não porque nos tenha ocorrido a nós militantes do CDS, mas porque consideramos que num estado de direito isto não pode voltar a acontecer. Não generalizamos esta atitude ao povo hospitaleiro da Mealhada nem à generalidade dos estabelecimentos de restauração daquela localidade. O conhecimento público está feito, a participação às autoridades competentes já seguiu o seu caminho, e por nós damos aqui por encerrado este episódio.

Categories: Algarve, Ocorrências

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.