Ocorrências

ALBUFEIRA | GNR dá rude golpe no tráfico de estupefacientes

O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da Guarda Nacional Republicana de Albufeira desencadeou ao final da tarde do dia 29 de dezembro, uma operação de combate à criminalidade que culminou com a detenção de dois cidadãos indiciados pelo crime de tráfico de estupefacientes.

Material apreendido

Material apreendido

No seguimento de investigação que corria trâmites naquele Núcleo há cerca de sete meses, foram detidos em flagrante delito na localidade da Guia – Albufeira, quando procediam à transação de produto estupefaciente, um casal de 22 e 33 anos de idade, com residência na zona de Sintra e em Lagos, de onde se haviam deslocado recorrendo a transportes públicos.

Durante a realização da ação, e após abordagem e revista aos visados, foi apreendido na posse dos mesmos produto estupefaciente suficiente para 1165 doses de heroína, para 100 de cocaína e ainda uma pequena quantidade de crack.

Para além do produto estupefaciente, acondicionado em pequenos pacotes utilizados para proceder à venda direta ao consumidor, foram ainda apreendidos cinco telemóveis e 175 euros em moeda do BCE.

De referir que o cidadão de sexo masculino, residente em Lagos, já havia sido anteriormente condenado a pena de prisão efectiva pela prática do mesmo tipo de crime, sendo que em 2011, após cumprimento da pena, foi expulso de território nacional por um período de seis anos.

O indivíduo encontrava-se actualmente no nosso país recorrendo a documentação falsa, a qual utilizava para se identificar e que foi apreendida aquando da detenção.

Os detidos vão ser presentes ao Departamento de Investigação e Ação Penal do Ministério Público de Portimão para aplicação das medidas de coação achadas adequadas

Com estas detenções a Guarda Nacional Republicana crê ter dado um rude golpe no tráfico de estupefacientes no concelho de Albufeira, incrementando a segurança e tranquilidade pública naquela zona.

Por: GNR – Comando Territorial de Faro

Categories: Ocorrências

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.