Algarve

Bispo do Algarve apela à misericórdia na sua Mensagem de Quaresma

«Prefiro a misericórdia ao sacrifício» – é o desafio feito por D. Manuel Neto Quintas, Bispo do Algarve, na sua mensagem quaresmal.

D. Manuel Quintas - Bispo do Algarve - foto de Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

D. Manuel Quintas – Bispo do Algarve – foto de Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Recordando as palavras de Jesus (Mt 9,13; 12,7), o prelado pede que os cristãos algarvios não se detenham «no exterior e superficial», mas que procurem e assumam «o que efetivamente conduz a uma mudança de atitudes e gestos» e que, respondendo à proposta do Papa Francisco, possam enfrentar os males-estares e problemas gerados pela «“globalização da indiferença”».

Personificada pelo próprio Cristo, a misericórdia define-se pela manifestação de «um conjunto de laços – bondade, benevolência, perdão, afeto, fidelidade – que unem os membros da mesma comunidade ou povo», explica e refere, ainda, que essa mesma misericórdia, «no contexto de Aliança traduz o sentido do amor gratuito de Deus para com o seu povo» e exprime a predileção de Deus «pelos mais pobres e pelos pecadores».

«Na Quaresma», afirma o Bispo do Algarve, «somos chamados não só a experimentar e a celebrar a misericórdia de Deus, mas também a ser misericordiosos com os outros». A misericórdia, a caridade e a partilha são o caminho para experimentar «a plenitude da vida que provém do amor misericordioso», pois colocam os crentes mais perto de Deus e dos irmãos, transformando a igreja numa «”Igreja em saída”», como é desejo do Papa Francisco.

Nesse sentido, D. Manuel Neto Quintas pede a colaboração de todos, solicitando que as suas renúncias quaresmais possam contribuir para o apoio de duas instituições: o Vicariato da Pedra Mourinha, comunidade que necessita de verbas para a conclusão  da construção da igreja; e os vinte e cinco Centros de Recuperação Nutricional da Guiné-Bissau, um projeto da Igreja local, liderado pela Fundação Fé e Cooperação (FEC) e direcionado para a assistência a crianças (cerca de 60.000) e suas famílias.

O contributo, à semelhança dos anos anteriores, pode ser entregue nas Paróquias ou através de depósito bancário (NIB 001800000617213600178).

Recordamos, ainda, que a renúncia quaresmal de 2014 atingiu a quantia de 14.274,86€, tendo a Igreja algarvia, nos últimos anos e através do Fundo diocesano social, apoiado famílias atingidas pelo desemprego, motivado pela crise. Ao todo foram atendidos 278 processos, devidamente selecionados e acompanhados pela comissão encarregada dessa tarefa, tendo sido distribuídos 170.757,20€.

Conheça o texto integral da  MENSAGEM QUARESMAL 2015

Por: GIDAlg

Categorias:Algarve

PlanetAlgarve

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s