Alentejo

António Costa no 2.º dia das Festas do Povo em Campo Maior (113 fotos)

O secretário-geral do PS visitou hoje (23 de agosto), as Festas do Povo em Campo Maior. Neste segundo dia das festas, António Costa foi acompanhado pelo presidente do Município de Campo Maior, Ricardo Pinheiro e pelo Comendador Rui Nabeiro, fundador da Delta Cafés e presidente do Grupo Nabeiro.

António Costa, falando aos jornalistas em Campo Maior, afirmou que é tempo de “acabar” com o Governo de coligação. “Estamos num momento em que o povo vai voltar a ter oportunidade de falar e oportunidade de escolher e este é o momento de decidir, é o momento de acabar com este Governo e o momento de acabar com esta política”, sustentando que é tempo de “fazer de novo o país florir”, acabando com a política “escondida da direita” que quer “esconder o que quer fazer” no futuro.

António Costa disse ainda que o Governo, depois de ter feito “toda a privatização” do setor empresarial, prepara-se agora para “atacar” a privatização das receitas da Segurança Social, privatizar a Educação e privatizar a Saúde.”Aquilo que nós temos que fazer é virar esta página da austeridade e relançarmo-nos para criar uma economia pujante e geradora de emprego, geradora de riqueza”, afirmou.

Voltando às Festas do Povo, o atual modelo realizou-se por 20 vezes. Em apenas 15 anos, entre 1989 e 2004, o número de visitantes das Festas do Povo duplicou. O sucesso de todas as edições deve-se à surpreendente diversidade da decoração das ruas, de beleza inigualável. A arte das flores de papel e as Festas do Povo de Campo Maior são um Património cultural único no Mundo.

O impacto económico, social e cultural das Festas do Povo tem efeitos num raio de 100 km em torno de Campo Maior, prestando um forte contributo para dinamizar vários sectores do concelho e dos concelhos vizinhos, conferindo uma visibilidade e notoriedade elevada ao Alentejo.

Na edição das Festas do Povo de 2015, o estacionamento é gratuito nos parques oficiais. As entradas têm o valor de 4 euros por visitante, exceto crianças até aos 10 anos, isentas de pagamento. O passe de nove dias custa 10 euros. De referir que parte das receitas angariadas com as entradas revertem a favor das instituições de solidariedade social do concelho de Campo Maior.

A realização das Festas do Povo consiste na decoração das ruas de Campo Maior, sobretudo o Centro Histórico, com flores de papel e outros objetos em cartão e papel, feitos pela população. É uma celebração que, por tradição, só acontece quando o povo quer, pois a sua realização depende do voluntariado e da força de vontade dos campomaiorenses. A preparação é feita rua a rua, sendo que o trabalho desenvolvido em cada uma delas fica em segredo, mesmo para amigos e familiares dos moradores, sendo dado a conhecer somente na noite da “enramação”.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categories: Alentejo

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.