Loulé

Comunicação do Presidente da Câmara Municipal de Loulé: “Universidade do Algarve – Um imperativo regional”

Como é do conhecimento geral, a Universidade do Algarve vai receber este ano mais 19% de alunos relativamente a 2014, registando uma procura significativa de candidatos admitidos à 1.ª fase de candidaturas de acesso ao ensino superior público.

A esta procura, que bem revela o esforço que as diferentes escolas e as suas diretorias que compõem a Universidade e a ação determinante que a sua Reitoria têm evidenciado, numa aposta séria e qualificada, os algarvios só podem responder com um aplauso.

Neste sentido, impõe-se que as Autarquias, as Instituições de todos os setores e as Empresas se unam em torno deste presente e contínuo projeto coletivo regional que a Universidade do Algarve representa, tendo consciência de que ela é, sem quaisquer dúvidas, a maior ‘produtora’ do conhecimento da Região, criando valor e assumindo-se com uma mais-valia e um beneficio para todos e cada um nós.

Com a sua capacidade científica, tecnológica e empreendedora, também a nível do social, a Universidade do Algarve convoca-nos a um compromisso que envolva, numa ampla rede, os atores políticos, os agentes económicos e culturais, os empreendedores, os cientistas e os humanistas e a todos os que acreditam que o futuro da Região tem que passar pelo reforço da inteligência coletiva.

Este é assim o sentido deste meu manifesto pessoal que subintitulei de ‘imperativo regional’ a fim de que as forças vivas e atuantes da nossa Região usem e interajam com a sua Universidade, a tomem como um bem e um ativo que verdadeiramente possuímos e apoiem as suas ações e projetos que a tornem reconhecida entre as demais e a projetem nos meios académicos internacionais, valorizando toda uma Região, que é a nossa.

Vítor Aleixo, Presidente da Câmara Municipal de Loulé

Vítor Aleixo - Presidente da Câmara Municipal de Loulé

Vítor Aleixo – Presidente da Câmara Municipal de Loulé

Categories: Loulé

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.