Loulé

Autarca de Loulé faz balanço de 4 anos de trabalho e projeta futuro concelhio

No Dia do Município de Loulé, Vítor Aleixo fez um balanço do trabalho que tem sido realizado ao longo dos quase 4 anos do presente mandato. Abertura, participação na vida pública e responsabilização são os princípios que, de acordo com o responsável municipal, têm guiado toda a ação tendo em vista como fim último o de “servir as pessoas”.

Vítor Aleixo

Numa altura em que a estabilidade financeira do Município voltou a ser uma realidade, o edil relembrou o trabalho levado a cabo desde o ano de 2013 para recuperar da rutura financeira em que o Município estava mergulhado. “Da equilibrada gestão financeira que fomos capazes de executar, estão patentes os bons resultados que hoje podemos apresentar e partilhar”, esclareceu o autarca, adiantando ainda a necessidade  que houve de reformular projetos “que não se ajustavam às realidades e necessidades atuais”.

Assim, a construção das avenidas Papa Francisco e do Atlântico, em Quarteira, a conclusão da 1.ª fase do Passeio das Dunas, também em Quarteira, numa altura em que está para breve o lançamento do concurso para as obras da 2.ª fase e em que a 3.ª fase tem o projeto praticamente concluído, as obras de recuperação do Solar da Música Nova e do Palácio Gama Lobos, em Loulé, a construção das novas instalações da GNR em Quarteira e Almancil, a reabilitação profunda da Escola EB2,3 D. Dinis, em Quarteira, a criação de um espaço cultural nesta cidade, a construção de pavilhões desportivos em Quarteira e Almancil, o futuro Parque Agrícola e Urbano de Loulé, os projetos que pretendem elevar o desporto no Concelho, o sucesso da realização de “Loulé Cidade Europeia do Desporto 3015”, as “Férias para Todos, o programa de refeições escolares ou os investimentos no interior são algumas das realizações e projetos desenvolvidos neste quadriénio.

Vítor Aleixo anunciou ainda o empenho deste executivo na continuação da Circular de Loulé, uma obra considerada estratégica para a cidade e para o Concelho. Nesse sentido, o executivo está a fazer todas as diligências para que o Governo transfira para o Município as competências nesta via, de forma a que a Autarquia possa, com os seus próprios meios, assumir essa obra.

A transparência na comunicação e prestação dos serviços, o reforço da participação pública na atividade municipal, por exemplo com as realização de sessões de esclarecimento sobre o Regulamento Municipal de Urbanização e Edificação ou a alteração do PDM, ou a implementação do Orçamento Participativo, “instrumento que em muito tem contribuído para a pedagogia democrática” no Concelho são exemplos que, para Vítor Aleixo, revelam bem a consolidação da democracia local.

Relativamente às questões atuais que fazem parte dos projetos em curso e que têm sido uma aposta estratégica do Município, fazendo com que Loulé seja considerado uma referência no contexto nacional, o autarca falou da adaptação às alterações climáticas, a mobilidade para todos, a eficiência energética, a reabilitação urbana mas também o projeto inovador “Loulé Criativo”, que se baseia no aproveitamento da cultura popular, dos ofícios saberes ancestrais, colocando-os ao serviço da criatividade e da capacidade de mudança.

De olhos postos no futuro, Vítor Aleixo reportou-se ainda à elaboração do Plano Estratégico “Loulé 2020” onde está bem patente a visão do desenvolvimento do território para os próximos anos. Um documento que poderá ser consultado em pormenor AQUI.

Categorias:Loulé