Loulé

Hospital de Loulé aposta em técnica inovadora e menos invasiva para remoção de tumores do reto

O Hospital de Loulé reforçou a sua equipa de cirurgiões especializados em laparoscopia, inovando também na componente transanal, uma cirurgia minimamente invasiva que permite a remoção de pequenos tumores retais, contribuindo para uma recuperação mais rápida do doente.

O procedimento garantido pelo Dr. Ruben Martins permite um melhor acesso cirúrgico em casos de pequenos tumores do reto por via transanal, num complemento às colonoscopias e evitando qualquer incisão na cavidade abdominal.

O cirurgião explica que nestes casos o internamento pode ser “reduzido para metade do tempo e a recuperação é menos dolorosa”,  já que não se efetuam cortes em quaisquer tecidos da parede abdominal para aceder ao órgão afetado. Além disso, nos casos selecionados, não compromete o resultado oncológico.

O uso de  lentes para visualização no interior permite que as cirurgias sejam “mais pormenorizadas, com melhores resultados clínicos e menor agressão para o paciente”, resultando num pós operatório “menos doloroso” e uma recuperação mais rápida e com menor possibilidade de infeções.

Ruben Martins formou-se em Medicina em Coimbra, onde também realizou formação específica em Cirurgia Geral. Posteriormente ingressou o Centro Hospitalar Universitário do Algarve, tendo integrado o grupo colorretal e especializado na técnica de laparoscopia e na via trans-anal minimamente invasiva.

No geral, a laparoscopia é uma técnica menos invasiva que a cirurgia convencional, realizada através de pequenas incisões (5-12mm), pelo que acarreta menor risco de hemorragia e de infeção.

Doentes com outras patologias, que impliquem a remoção da vesícula biliar, quistos hepáticos e baço, o tratamento de hérnias, cirurgias gástricas, do intestino delgado (Doença de Crohn), ginecológica e biópsias e estadiamento oncológico, também podem beneficiar da utilização deste procedimento.

Categorias:Loulé, Saúde