Albufeira

ALBUFEIRA | Vanessa Barragão estreia a casa que dá vida ao artesanato

Aparatosas pela dimensão e impactantes pela forma como recriam texturas naturais através da lã, as inusitadas tapeçarias de Vanessa Barragão, que ainda há um ano envolveram a ponte medieval de Paderne, vão abrir as portas ao Centro de Artes e Ofícios de Albufeira, a nova casa dos antigos e futuros artesãos do concelho.

Vanessa Barragão

A exposição, que consolida o regresso da jovem artista internacional à terra natal, deverá arrancar ainda este ano, servindo de motor de arranque ao centro que pretende preservar as técnicas tradicionais de artesanato, transmiti-las às próximas gerações e dar-lhes palco no coração da capital do turismo no Algarve.

Sobranceiro à Igreja Matriz, o centro nasce da reabilitação do antigo edifício do tribunal, um investimento de quase 560 mil euros, cofinanciado pelo FEDER em mais de 300 mil euros, no qual o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Rôlo identifica “elevado potencial turístico”, acrescentando à experiência balnear as artes tradicionais.

A par da exposição dos novos caminhos da tapeçaria trazida pela artista da terra, a sala de trabalhos ao vivo dará palco ao projeto “Tapete Mágico”, uma iniciativa de arte pela inclusão promovida pela Santa Casa da Misericórdia de Albufeira. “Queremos ir percorrendo várias técnicas, tendo sempre um artesão local em processo de criação, para que possamos dar esse contributo aos mais jovens”, explica Carla Ponte, Chefe de Divisão de Turismo, Desenvolvimento Económico e Cultural do Município.

Para reinventar os antigos saberes, esta espécie de laboratório do artesanato, engloba uma área de formação e uma residência temporária, apostada em ser incubadora de novos negócios na área do artesanato.

Por: CCDR Algarve

Categorias:Albufeira