Saúde

Fortes dores de cabeça e enxaquecas: já experimentou ir ao dentista?

As dores de cabeça e as enxaquecas são doenças muito comuns e podem ser causadas por uma variedade de fatores, incluindo stress, fadiga, má postura, alterações hormonais e problemas de saúde subjacentes.

No entanto, em alguns casos, as dores de cabeça e as enxaquecas podem ser causadas por problemas dentários, como problemas de oclusão (problemas na forma como os dentes se encaixam), problemas na mandíbula ou até mesmo problemas de dentes suprimidos (dentes que não romperam corretamente).

Se no seu caso tem sofrido com fortes dores de cabeça e enxaquecas, e não consegue encontrar uma causa aparente, pode ser útil marcar uma consulta com um dentista no Algarve, e ficar a saber se algum dos sintomas pode ter origem num problema relacionado com a boca.

O dentista irá examinar a boca e realizar testes para determinar se há algum problema que possa estar causando as suas dores de cabeça e enxaquecas e, se necessário, pode recomendar tratamentos para ajudar a aliviar os sintomas.

Enxaquecas afetam 1,5 milhões de portugueses

As enxaquecas são uma doença muito comum em Portugal e afetam cerca de 1,5 milhões de pessoas no país, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

As enxaquecas são dores de cabeça que podem ser muito intensas e acompanhadas de sintomas como sensibilidade à luz, som e odores, náuseas e vómitos, sendo são mais comuns em mulheres do que em homens, e pensa-se que uma em cada 5 mulheres sofra desta doença crónica.

Pode afetar pessoas de todas as idades, sendo diagnosticada pela primeira vez entre os 20 e os 40 anos de idade.

As pessoas com enxaquecas tendem a não procurar ajuda médica, e assim desconhecerem a existência de possíveis tratamentos eficientes, que podem aumentar a qualidade de vida reduzindo os sintomas.

Portanto, procurar ajuda médica para determinar a causa dos mesmos e obter o tratamento adequado é o mais indicado. Existem vários tipos de tratamentos e terapias disponíveis que podem ajudar a controlar ou prevenir as enxaquecas.

Além disso, existem medidas que podem ser tomadas para minimizar o risco de desenvolver enxaquecas, como ter uma dieta saudável ou manter um de sono regular.

Saúde oral e dores de cabeça

A saúde oral é muito importante para o bem-estar geral do corpo e pode ter um impacto significativo na sua saúde geral.

Além dos problemas de oclusão, na mandíbula ou até mesmo dentes suprimidos, que podem levar a dores de cabeça e enxaquecas, também o uso excessivo de aparelhos ortodônticos ou próteses dentárias mal ajustadas também pode contribuir para as dores de cabeça.

Manter uma boa saúde oral também pode ajudar a prevenir dores de cabeça e enxaquecas. Isso inclui escovar os dentes duas vez por dia, usar fio dentário com frequência e marcar consultas regulares com o dentista para limpeza e exames.

Cuidar da sua saúde oral pode ajudar a garantir que você está livre de dores de cabeça e enxaquecas desnecessárias.

DTM faz aumentar risco de enxaquecas

Na medicina oral é sabido que a disfunção temporomandibular (DTM) aumenta o risco de cefaleias numa fração considerável da população. Dentro dos vários tipos de cefaleias estão incluídas as enxaquecas.

O diagnóstico e a terapia podem ser difíceis quando os sintomas da DTM e dores de cabeça ocorrem simultaneamente. Um método de registo e análise da patologia começa quando um certo tipo de dor comum à pessoa afetada é reconhecido.

A DTM muitas vezes está relacionada com todos os sintomas provocados pelas enxaquecas, sendo que numa fração dos casos as pessoas que sofrem desta doença crónica descobrem mais tarde que foi desencadeada pela DTM.

Fatores de Risco

Um dos principais fatores de risco da disfunção temporomandibular (DTM) é o bruxismo.

O sintoma mais comum do bruxismo é o ranger dos dentes, embora também possa ser uma forma de abrir a boca várias vezes ou apenas aplicar pressão sobre os músculos da face e da cabeça pressionando o maxilar.

Qualquer tipo de distúrbio de sono, incluindo insónia ou apneia do sono, é um fator de risco para a perturbação temporomandibular.

Estes fatores podem causar rosácea, desconforto na cabeça, dor ocular, dor sinusal, e dor localizada. Esta dor pode mesmo ter impacto no sistema nervoso, alterando a sensibilidade da pessoa.

A DTM pode afetar significativamente a qualidade de vida dos pacientes, especialmente quando essas pessoas trabalham diretamente com a fala, como os professores e cantores, uma vez que o desconforto aumenta quando a boca é aberta.

Quando devo consultar o médico?

Quando existem sintomas clássicos de enxaqueca e já os regista há algum tempo, o diagnóstico basear-se-ia principalmente no histórico clínico e no exame físico do paciente.

Após consultar o seu médico de clínica geral, este poderá aconselhar-lhe um tratamento próprio para enxaquecas, onde se pode incluir o tratamento da DTM.

Por outro lado, caso o paciente não seja visto por um médico especialista, corre o risco da enxaqueca passar despercebida, e sem diagnóstico nem tratamento.

Portanto, qualquer pessoa que tenha dores de cabeça frequentemente é crucial documentar a ocorrência, os seus detalhes, e obter a resposta. O plano de tratamento ideal pode ser determinado com a utilização destes detalhes.

Caso sofra de enxaquecas regularmente e também de sintomas de DTM é importante referi-los ao seu médico para que este o possa ajudar da melhor forma.

Há forma de tratar a DTM?

Felizmente, 95% dos casos com DTM pode ser tratado em clínicas dentárias e apenas um pequeno número necessita de cirurgia.

Os dentistas oferecem conselhos sobre como cuidar de si, quebrar maus hábitos e utilizar a medicina dentária quando necessário.

Pode sempre realizar um diagnóstico preciso, aconselhamos que faça a marcação e a visita a uma clínica dentária no Algarve, especialista neste tipo de tratamentos.

Os problemas de saúde oral que causam dores de cabeça e pescoço, podem ser tratados pelos dentistas depois de já terem ocorrido.

No entanto, medidas preventivas como exames dentários regulares podem ajudar a descobrir estes problemas mais cedo e a curá-los antes de começarem a causar desconforto na boca ou na cabeça.

Categorias:Saúde